Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas JAECI CARVALHO

Galo é bicampeão em dose dupla; Hulk, o cara do ano

O Galo já entrara na Arena da Baixada como campeão. Só precisava confirmar, oficialmente


15/12/2021 23:41 - atualizado 15/12/2021 23:45

Troféu da Copa do Brasil
O Galo ganhou Brasileiro e Copa do Brasil (foto: Heuler Andrey / AFP)
O Atlético Mineiro é bicampeão da Copa do Brasil, 6 a 1 no Athletico, nos dois jogos, o que significa dizer que é o dono do Brasil, duas vezes na mesma temporada, já que se sagrou também bicampeão brasileiro. Um ano mágico, inesquecível, em que o técnico Cuca deu um show de competência e qualidade, mostrando que é o melhor técnico em atividade no país. Recuperou vários jogadores, deixados por Sampaoli, juntou a eles Hulk, Diego Costa e Tchê Tchê, e o resultado é este. Uma torcida em êxtase, que vai comemorar sem dia ou hora para acabar.
 
O Galo já entrara na Arena da Baixada como campeão. Só precisava confirmar, oficialmente. Na soma dos placares, o Galo fez 6 a 1, faturando um título inquestionável. Keno foi o dono do primeiro gol. Hulk, o craque do ano, fez o segundo, aliás, um golaço, de cavadinha. Galo e Hulk são os melhores da atualidade, que termina o ano com chave de diamante. Janderson diminuiu para o Athletico, mas era apenas um gol de consolo, o chamado de honra.

Falando do extra-campo, o que acontece no Brasil é realmente uma vergonha. O ônibus do Atlético Mineiro foi apedrejado, no caminho para a Arena da Baixada. Ninguém foi preso, nada aconteceu. Felizmente, ninguém saiu machucado. Vale lembrar que a Conmebol suspendeu uma decisão da Libertadores entre Ríver e Boca, quando o ônibus do Boca foi apedrejado e jogadores ficaram machucados. É preciso medidas enérgicas no Brasil.
 
No estádio, uma belíssima festa do time da casa, e uma vantagem gigantesca da equipe mineira, que fez 4 a 0 no jogo de ida. Por isso, poderia perder até por 3 gols de diferença. Mas, a expectativa era de outra grande vitória alvinegra, pela força do grupo e pela qualidade do técnico Cuca.

Lamentável que com 12 minutos de jogo, não tivemos futebol. Uma confusão atrás da outra e o Renato Kaiser sendo o protagonista de todas as provocações. Uma vergonha! O Ânderson Daronco deveria tê-lo expulsado. É proibido expulsar alguém em decisão? O Athletico queria desestabilizar o Galo, mas os jogadores alvinegros, não deveriam cair nessa armadilha.
 
O árbitro chamou os dois capitães para uma conversa. A bola não corria, pois era uma falta atrás da outra e muita turbulência. Quando a bola rolou, o time da casa fez 1 a 0 com Pedro Rocha. A torcida foi ao delírio, mas o VAR entrou em ação e chamou o árbitro, que anulou o gol, alegando que a bola bateu na mão do atacante. Um tênis foi jogado no gramado. O árbitro o pegou e entregou ao assistente. Eu gostava quando a regra dizia que bola na mão, não é mão na bola. Não há intenção de por a mão na bola. Mas, hoje, tudo mudou.

O Galo chegou ao seu gol num contra-ataque mortal. Vargas puxou o contra-ataque e tocou para Zaracho cruzar para Keno fazer 1 a 0. Se a vantagem já era grande, ficou gigantesca. Agora, o time paranaense teria que fazer 5 gols de diferença, para levar para as penalidades. Hulk recebeu na área e deu aquela cavadinha. A bola passou raspando. Ia ser mais um golaço dele. O primeiro tempo, tão tumultuado, terminou assim.

Faltavam 45 minutos para a torcida se despedir do time que lhe deu as maiores alegrias este ano. E não podia faltar o gol do Hulk. Ele recebeu de Savarino e fez, de cavadinha. Galo 2 a 0. Que ano do Hulk! Sensacional! Jaderson ainda diminuiu para 2 a 1, mas, nada que atrapalhasse a festa alvinegra. Vem aí o Natal e o Ano Novo e o presente do atleticano, veio em dose dupla. E, vale lembrar, que o Galo faturou R$ 145 milhões em premiação em dinheiro, pelas duas conquistas, dinheiro pra ninguém botar defeito.
 
O que mostra que investir em bons jogadores, dá retorno. Em fevereiro teremos a disputa da Supercopa. Como o Galo ganhou Brasileiro e Copa do Brasil, pegará o vice-campeão brasileiro, o Flamengo, que é o atual bicampeão da Supercopa. Porém, agora, é comemoração e descanso para os bicampeões. Hora de curtirem a família e se prepararem para a temporada que vem. Com certeza o objetivo é o de conquistar mais taças. Esse ano, só deu Atlético! “E o Galo? O Galo é bicampeão”, de fato e de direito!

FÉRIAS

Depois de 2 anos e meio sem férias, finalmente chegou o meu momento. Descansar com minha família, recarregar as baterias e voltar, em fevereiro, com muita disposição e vontade. Quando a gente faz o que gosta, tudo é motivo de satisfação. Obrigado aos leitores, internautas, telespectadores do bem, do meu canal de Youtube, do meu Blog no Superesportes, e do meu instagram @jaecicarvalhooficial. Um Feliz Natal e um Ano novo de 2022 de muita saúde, amor e paz! Que Deus abençoe a casa e a família de cada um de vocês.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade