Publicidade

Estado de Minas

Malu Galli, a Lídia de Amor de mãe, faz da pandemia tempo de criação

Durante a quarentena, atriz grava, atua, roteiriza e dirige um filme em seu sítio em Minas Gerais


02/08/2020 04:00 - atualizado 31/07/2020 18:35

Em Amor de mãe, que está fora do ar por causa da pandemia, Lurdes (Regina Casé) ajuda Lídia (Malu Galli) a se livrar do alcoolismo(foto: Victor Pollak/globo)
Em Amor de mãe, que está fora do ar por causa da pandemia, Lurdes (Regina Casé) ajuda Lídia (Malu Galli) a se livrar do alcoolismo (foto: Victor Pollak/globo)

"Fiquei apreensiva quanto ao futuro, mas as mudanças sempre trazem novas oportunidades e experiências"

Malu Galli, atriz

Quem vê o talento de Malu Galli nas edições especiais de Totalmente demais e Malhação – Viva a diferença custa a acreditar que a atriz não terá mais contrato fixo com a Globo após o fim de Amor de mãe. Seja como a mãe de Lica (Manoela Aliperti) na novelinha adolescente ou a batalhadora Rosângela, que vive um romance entre tapas e beijos com Florisval (Ailton Graça) no folhetim das 19h, ela nunca deixou de emocionar e também divertir quem assiste às suas cenas. Apesar da surpresa com a notícia, para a intérprete fica a expectativa de como serão os próximos projetos. "Fiquei apreensiva quanto ao futuro, mas as mudanças sempre trazem novas oportunidades e experiências, portanto, são bem-vindas", afirma.

A atriz ainda vai demorar voltar ao ar como a Lídia de Amor de mãe, novela das 21h paralisada em março por conta da pandemia do coronavírus. Recentemente, a emissora comunicou que A força do querer será a próxima trama do horário nobre, enquanto a fase final do folhetim de Manuela Dias terá a exibição dos últimos capítulos apenas em 2021. Até este momento chegar, a intérprete imagina como será o desfecho da personagem que terminou a primeira parte da história descobrindo uma chave para sair do alcoolismo.

"Ainda não sei o que vai acontecer, de toda forma é muito interessante ter uma novela em duas temporadas, apesar de ser uma causa terrível. Acho que a Lídia vai completar uma trajetória de encontro com ela mesma. Arrisco a dizer que vai terminar a história inteira, depois de ter começado fragmentada", comenta.

Enquanto as reprises têm ocupado a grade de programação da Globo, Malu pode relembrar dois bons trabalhos. O êxito do Malhação – Viva a diferença rendeu frutos como o Emmy Internacional Kids 2018 na categoria melhor série, e o spin-off As five, do qual ela participa como a personagem Marta, com estreia prevista para 12 de novembro no Globoplay. Além disso, a reprise de Totalmente demais continua com alta audiência e mantém os fãs comentando nas redes sociais sobre a trama.

"As duas produções são leves e com histórias gostosas para um momento no qual os noticiários estão muito pesados. Mesmo em Malhação, que aborda temas mais difíceis, as Five são muito alto-astral. Imagino que deva ser legal para o espectador rever novelas que não são tão antigas, pois acaba lembrando um pouco da história", acredita.

Segundo Malu, o lado divertido de Totalmente demais não se restringe às cenas exibidas para o público. "Totalmente demais foi inacreditável de bom. Nos divertíamos horrores. Eu, o Ailton Graça, a Aline Fanju e os meninos viramos uma família de fato. Era difícil parar de rir. Às vezes, a gente até se desconcentrava", confessa. Já Malhação garantiu uma parceria com Manoela Aliperti. Elas também trabalharam juntas na peça Marta, Rosa e João, de 2019, que foi escrita por Malu e fala sobre retomar uma relação interrompida no passado. "Contracenava muito com a Manoela, que fazia a Lica, e foi muito bacana. Tanto que rendeu frutos, pois depois fizemos teatro juntas, também como mãe e filha", lembra.

Durante o período de isolamento social, Malu está trabalhando em um projeto cinematográfico, o filme Bocaina. Além de atriz, ela é roteirista da produção e divide a direção com Fellipe Barbosa e Ana Flavia Cavalcanti, sua colega de elenco em Amor de mãe. As gravações ocorrem no sítio dela em Minas Gerais. "Vim para um sítio perto de Visconde de Mauá e me juntei com outros artistas que estavam 'quarentenados' aqui perto. Acabamos criando um roteiro e a minha casa é a locação. Está sendo um desafio interessante gravar com equipe muito reduzida e em plena pandemia. Mas estamos fazendo tudo com rigor e seguindo os protocolos preventivos", revela.

PANDEMIA 
Se por um lado Malu tem aproveitado o período de paralisação das gravações da novela para filmar, por outro, ela encara com tristeza a forma como as pessoas estão lidando com a situação. Para a atriz, ainda vamos ter consequências terríveis devido à pandemia do novo coronavírus. "Fico assustada e entristecida ao assistir pela TV o comportamento cego e infantilizado das pessoas lotando bares e espaços públicos, fazendo festas e gritando que não estão nem aí para a COVID-19. Onde elas acham que vão chegar com isso?! É muito fácil decretar o fim do isolamento. Fácil e cruel. Difícil é dar suporte ao povo para que ele se mantenha em casa até que a curva comece a decrescer." 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade