Publicidade

Estado de Minas INSATISFAÇÃO

México anuncia obrigatoriedade do visto e brasileiros reclamam

Governo do país anunciou que exigência do documento passará a ser cobrada a partir do dia 18 de agosto


04/08/2022 11:55 - atualizado 04/08/2022 12:39

Na foto, orla da praia em Cancún, no México
Esta é a segunda vez, em oito meses, que o país da América do Norte modifica as autorizações de viagem (foto: Eraldo Peres/ CB/DA Press)
O perfil oficial da Embaixada do México no Brasil, está recebendo diversas reclamações, depois de anunciar, nesta quarta-feira (3/08), que irá voltar a exigir o visto presencial para a entrada de brasileiros no país.

Esta é a segunda vez, em oito meses, que as autorizações de viagem para brasileiros entrarem no México são modificadas. Em dezembro de 2021, turistas, que antes precisavam somente apresentar o passaporte, tiveram que emitir o visto eletrônico pelo Instituto Nacional de Migração. 
 
A medida busca coibir a entrada de visitantes no país que tentam imigrar ilegalmente para os  Estados Unidos. Segundo o diretor da Agência Brasileira de Viagens de Minas Gerais (Abrav-MG), Daniel Gomes Toledo, a exigência dificultará a entrada no México.

“Antes era necessário somente uma autorização, o que facilitava. Com a mudança, no momento que o cliente for solicitar a viagem, ele deverá retirar esse visto. Então, esse processo fará parte da compra e será uma burocracia a mais”, disse. 

Para ele, a nova exigência poderá trazer alguns impactos e, por isso, turistas deverão escolher outros destinos para viajar. “Penso que não será um empecilho, mas algumas pessoas poderão optar por locais que não exigem visto. Por exemplo, em vez de ir à Punta Cana ou Cancún, o turista irá para outros lugares no Caribe, como Aruba e Curaçao, que não exigem o documento e são muito bonitos”, afirmou. 

Dúvidas e descontentamento 

Na página do Instagram oficial da Embaixada do México no Brasil, brasileiros reclamam da nova mudança, alegando que a atitude é desrespeitosa. Além disso, muitas dúvidas surgiram em relação à validade do visto eletrônico após o dia 18 de agosto. 

Toledo explica que neste caso, os turistas deverão tomar algumas providências. “O ideal é remarcar a viagem, caso não consiga agendar horário de atendimento na embaixada. A partir da data prevista pelo governo mexicano, não será possível entrar no país sem o documento, independente do visto eletrônico”, contou. 

Em um dos comentários no Instagram, uma usuária afirma que é importante ter uma atenção maior em relação aos prazos, principalmente para viagens marcadas há muito tempo. “15 dias de adaptação? Isso não existe. Precisamos de medidas que ajudem os brasileiros”, disse. 

Outro perfil alega que tenta emitir o visto há semanas, mas sem sucesso. “O sistema só dá erro, pedindo para verificar e nunca vai para frente. Não vão soltar nenhuma informação sobre isso? Exigem visto, mas não permitem a marcação dele”, afirmou.

Uma usuária também relata dificuldades para retirar o visto eletrônico. Há algumas semanas, turistas reclamavam da instabilidade do site da embaixada, para emissão da autorização.

“Esse país não me pega mais não. Dois anos de viagem paga, juntando dinheiro, madrugadas e mais madrugadas tentando tirar o visto eletrônico. Quando finalmente consigo, é essa palhaçada. México nunca mais, Total desrespeito com o turista, Espero que nenhum brasileiro gaste mais nenhum centavo nesse país”, afirmou.  

Como será o procedimento do visto? 

Para retirar o visto presencial, será necessário agendar horário no site do governo mexicano, e comparecer ao local ou nos Consulados de São Paulo e Rio de Janeiro. O interessado deverá  apresentar um formulário preenchido, cópias do passaporte e da carteira de identidade, além de pagar uma taxa de US$ 48 (R$ 252,61, no câmbio atual). O visto tem validade de 180 dias. 

Segundo informações do site, na Embaixada do México em Brasília, pode ser solicitado um visto de emergência, por meio do e-mail consuladomexbra@sre.gob.mx. No campo “assunto” é preciso escrever a palavra “Visa Urgente”, indicando a data de viagem e o nome das pessoas que solicitam o documento. 

Para vistos de estudos, ministros de cultos, trabalho voluntário ou remunerado no México, as informações podem ser consultadas no portal eletrônico da embaixada

Casos em que visto presencial não é necessário 

Turistas que tiverem visto válido para os Estados Unidos, Canadá, Irlanda do Norte, Reino Unido, Japão e países que compõem o tratado de Schengen — acordo de livre circulação entre nações da União Europeia — não precisará emitir o documento exigido pelo México

Também não será necessário para as pessoas que possuem alguma residência fixa nesses países ou para turistas que viajam por mar em navios de cruzeiros. Nestes casos, o turista pode ficar até sete dias sem o visto no porto de chegada. 

*Estagiária sob supervisão da subeditora Jociane Morais


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade