Publicidade

Estado de Minas

Em cada canto, Santuário do Caraça reserva surpresas e mistérios

Impossível ir ao refúgio mineiro e não se sentir completamente inserido na natureza da região, onde a fauna e a flora riquíssimas encantam visitantes


28/09/2021 04:00 - atualizado 28/09/2021 09:09

None
(foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A PRESS )

 

Ver, ouvir, saborear, sentir os perfumes, enfim, manter contato direto com a natureza . São muitas as sensações no complexo arquitetônico tombado em 1955 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e situado em meio aos 12,4 mil hectares distribuídos entre Catas Altas (55%), município ao qual o Santuário do Caraça está ligado juridicamente, e Santa Bárbar a (45%).

 

"O Caraça se tornou ponto importante para observação de pássaros, atraindo gente de outros estados brasileiros e países"

Padre Luís Carlos do Vale, diretor do Santuário do Caraça

“O Caraça se tornou ponto importante para observação de pássaros, atraindo gente de outros estados brasileiros e países”, orgulha-se o padre Luís Carlos. Na verdade, o patrimônio natural tem números superlativos: cerca de 800 espécies de líquens, quase 400 de aves, 800 de besouros, 50 de cobras e outros habitantes da vegetação exuberante. O Caraça também faz parte das reservas da Biosfera da Serra do Espinhaço Sul e da Mata Atlântica e também do Caminho da Estrada Real . Em 1994, tornou-se unidade de conservação do Ibama – Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), com área protegida de 10,1 mil hectares, de um  total de 12,4 mil.

 

São recebidas, nos fins de semana, 400 pessoas, sem necessidade de agendamento, pois a entrada ocorre por ordem de chegada
São recebidas, nos fins de semana, 400 pessoas, sem necessidade de agendamento, pois a entrada ocorre por ordem de chegada (foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A PRESS )

No museu, há objetos pertencentes ao colégio, que funcionou de 1820 a 1912, e depois ao seminário (até 1968)
No museu, há objetos pertencentes ao colégio, que funcionou de 1820 a 1912, e depois ao seminário (até 1968) (foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A PRESS )

A fauna encanta com a presença de pássaros diversos, como o gibão-de-couro
A fauna encanta com a presença de pássaros diversos, como o gibão-de-couro (foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A PRESS )
 

 

A área de pesquisa encontra terreno fértil, e os cientistas constataram a riqueza da fauna e da flora: há 240 espécies de samambaias e mais de 200 de orquídeas. E não é de hoje que o local desperta interesse. No século 19, viajantes europeus conheceram esse patrimônio, a exemplo do naturalista francês Auguste de Saint-Hilaire (1779-1853) e das expedições dos alemães Carl von Martius (1794-1868) e Johann Baptiste von Spix (1781-1826).

 

 

 

“PORTA DO CÉU” Fundado em 1774 pelo português Carlos Mendonça Távora, chamado de Irmão Lourenço de Nossa Senhora, o santuário reserva surpresas e mistérios. Não é à toa que seu apelido é Porta do Céu. Anualmente, em 7 de setembro, às 17h, a luz solar bate diretamente sobre o sacrário da igreja. Também nos solstícios, época em que o Sol passa pela sua maior declinação boreal ou austral, há espetáculos de beleza: no inverno, a luz incide sobre a imagem de São Francisco, padroeiro secundário da igreja; no verão, sobre São Vicente, fundador da Congregação dos lazaristas.

 

João Pessoa com a mulher, Velma Miranda, a filha, Cynara Miranda, e o genro, Renato Passaglia: a família se apaixonou pelo lugar
João Pessoa com a mulher, Velma Miranda, a filha, Cynara Miranda, e o genro, Renato Passaglia: a família se apaixonou pelo lugar (foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A PRESS )

None
(foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A PRESS )

 

 

LOBO-GUARÁ Na área de transição entre a mata atlântica e o cerrado, vivem 79 espécies de mamíferos, entre eles o lobo-guará, as onças preta e parda e a anta. A história do lobo anda de boca em boca: sempre no início da noite, um deles chega perto da igreja para receber, em bandejas, pedaços de frango oferecidos pelos padres. Há quatro décadas o ritual se completa, mesmo em tempos de pandemia, para alegria dos turistas, especialmente crianças. Nos últimos anos, antas e cachorro-do-mato também se lambuzam com as comidas do Caraça.

 

Para fazer a última foto do santuário, o visitante certamente vai parar no mirante. Lá, muito apropriadamente, colocaram a placa: “Bela Vista – para quem chega. Curva da Saudade – para quem vai embora”. Assim, até a próxima!

 

Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens: missa é celebrada diariamente
Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens: missa é celebrada diariamente (foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A PRESS )

A beleza dos vitrais da Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens é uma atração à parte
A beleza dos vitrais da Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens é uma atração à parte (foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A PRESS )

O jacu-de-barriga-castanha (Penelope ochrogaster) faz parte da rica fauna da região
O jacu-de-barriga-castanha (Penelope ochrogaster) faz parte da rica fauna da região (foto: GLADYSTON RODRIGUES/EM/D.A PRESS )
 

Visitação

 

 

  • Aberto todos os dias, das 8h às 16h30. O portão principal é fechado às 17h.
  •  Não é necessário agendamento, pois a entrada é por ordem de chegada. O limite é de 400 pessoas no fim de semana
  • Valor do ingresso: R$ 20 por pessoa de segunda a sexta-feira; R$ 30 no fim de semana. Moradores da região pagam R$ 10 todos os dias
  • A refeição aos visitantes é servida na lanchonete (cantina), perto da recepção, onde também há uma loja

 

 

Hospedagem

 

  • Estão disponíveis apenas 30 apartamentos. Atualmente, hospedagem disponível de sexta-feira a domingo. Nos outros dias, há exceção para grupos. As refeições são servidas no restaurante interno
  • As reservas, principalmente para grupos de visitantes, devem ser feitas no site www.santuariodocaraca.com.br ou enviando e-mail para centraldereservas@santuariodocaraca.com.br. O telefone é (31) 3942-1656 ou 
  • 98978-3180

 

 

Horário das missas

 

  • As celebrações ocorrem de segunda-feira a sábado, às 18h, e aos domingos, às 11h

 

 

Passeios

 

  • A visita ao museu, necessariamente guiada, deve ser agendada no mesmo telefone da reserva de hospedagem
  • Os passeios por trilhas curtas e de fácil acesso podem ser autoguiados, com o mapa distribuído na portaria e seguindo as placas de sinalização. Para ir aos picos, é necessário guia, e a lista com os nomes dos profissionais credenciados se encontra no site do santuário 

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade