Publicidade

Estado de Minas FUTEBOL MINEIRO

Atlético: Português é plano B do Galo

Com poucas chances de contratar Jorge Jesus, Atlético tenta Carlos Carvalhal, que vem sendo uma das sensações dos torneios locais pelo Braga


06/01/2022 04:00 - atualizado 06/01/2022 08:19

Aos 56 anos, Carvalhal foi campeão da Taça de Portugal na temporada passada e agora faz boa campanha nacional
Aos 56 anos, Carvalhal foi campeão da Taça de Portugal na temporada passada e agora faz boa campanha nacional (foto: NIKOLAY DOYCHINOV/AFP - 21/10/21)

O Atlético intensificou a busca por outros profissionais para suceder ao técnico Cuca após o português Jorge Jesus indicar que está propenso a não aceitar a oferta do clube. Embora a negociação ainda não esteja descartada, o alvinegro ampliou o leque de opções e definiu uma lista com seis nomes estrangeiros, incluindo o ex-flamenguista.

Um deles é o também português Carlos Carvalhal, vinculado ao Sporting Braga até junho de 2022. O próprio treinador, de 56 anos, confirmou ter sido sondado pelo Galo em entrevista à rádio Marca, da Espanha.

“Fui recebendo bons convites ao longo da minha carreira. Incluindo agora, do Flamengo e do Atlético Mineiro. São grandes clubes em nível mundial.”

O desafio do Atlético é acertar com um treinador que repita os feitos de Cuca na temporada 2021, na qual o clube levantou os troféus do Mineiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro e acumulou R$ 145 milhões em premiação.

Carvalhal se sagrou campeão da Taça de Portugal 2020/2021 pelo Braga, que bateu o Benfica de Jesus por 2 a 0, em maio de 2021, no Estádio Cidade de Coimbra. Outra conquista importante do treinador foi a Taça da Liga 2007/2008 pelo Vitória de Setúbal.

O Braga, com Carvalhal, faz boa campanha em 2021/2022. No Campeonato Português, é o quarto colocado, com 31 pontos (nove vitórias, quatro empates e três derrotas). Na Liga Europa, avançou em segundo no Grupo F, com 10 pontos, e enfrentará o Sheriff, da Moldávia,

Já o Benfica, maior campeão nacional, com 37 títulos, ocupa o terceiro lugar da competição portuguesa, com 37 pontos – sete a menos que os rivais, Porto e Sporting. Os resultados aquém das expectativas da direção e dos torcedores foram determinantes para a saída de Jorge Jesus do Estádio da Luz.

Apesar das críticas, Jesus é o preferido do Galo graças ao grande trabalho no Flamengo, pelo qual conquistou cinco títulos: Copa Libertadores e Campeonato Brasileiro, em 2019; e Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e Campeonato Carioca, em 2020.

Segundo apurou o Superesportes, dois fatores pesam na possível recusa do treinador: a identificação com o Flamengo no Brasil e o desejo de dirigir a Seleção de Portugal – caso esta seja eliminada na repescagem da Copa do Mundo de 2022.

EMPRÉSTIMOS Mesmo sem a definição do novo treinador, o Atlético trabalha nos bastidores para diminuir a folha salarial. Uma das estratégias adotadas pela diretoria foi o empréstimo de reservas na última temporada. O volante Alan Franco e o meia Nathan já foram confirmados pelos seus novos clubes, enquanto o meia Hyoran está próximo de acertar a saída.

Todos os atletas terão seus salários pagos integralmente pelos novos clubes. Alan Franco acertou com o Charlotte FC, dos Estados Unidos. Além de quitar 100% dos salários do jogador, o clube norte-americano pagou cerca de US$ 200 mil (em torno de R$ 1,1 milhão) pelo empréstimo.

Outro empréstimo fechado pelo Atlético foi o do meia Nathan. O Fluminense vai pagar um salário ao jogador maior do que ele recebia no Atlético (R$ 400 mil do contrato com o Galo e mais R$ 100 mil, oferta feita para conseguir fechar a contratação). Para ter o meio-campista, o tricolor repassará ao Galo R$ 1 milhão.

Já Hyoran está se transferindo para o Bragantino. O empréstimo terá o mesmo modelo: pagamento do salário integral, quantia financeira pela cessão dos direitos e valor pré-fixado para compra do jogador ao fim do vínculo. A negociação deve ser oficializada nos próximos dias.


Atleticana
Galinho classificado
O Atlético garantiu a classificação à segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Apesar dos 12 desfalques devido à COVID-19,  o Galinho superou ontem o Andirá, do Acre, por 1 a 0, em Lins-SP, pela segunda rodada do Grupo 4. O meia Rubens, em cobrança de pênalti, decretou o triunfo alvinegro e chegou a três gols na competição. Na próxima rodada, a equipe enfrenta o Linense, time da casa e segundo colocado da chave. A partida será no sábado, às 16h30, em Lins, no interior paulista.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade