Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Dedé diz que Cruzeiro de 2013 seria único capaz de vencer Flamengo de 2019

Zagueiro comparou o time titular das duas equipes e concluiu haver equilíbrio


22/10/2021 06:58 - atualizado 22/10/2021 07:08

Dedé comemorando título do Campeonato Brasileiro de 2013, pelo Cruzeiro
Dedé comemorando título do Campeonato Brasileiro de 2013, pelo Cruzeiro (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A. Press)
O zagueiro Dedé afirmou que o Cruzeiro de 2013/2014 era a única equipe que bateria de frente com o Flamengo de 2019. O defensor, em entrevista para o canal Charla Podcast, no Youtube, ainda comparou jogador por jogador para provar o equilíbrio entre as equipes.

"Acho que o único time que bateria o Flamengo (2019) em relação a elenco e futebol desses anos seria o Cruzeiro (2013/14). Pau a pau. De zagueiro para zagueiro, de lateral para lateral. Elenco sinistro", disse o zagueiro.

"Se você colocar Rafinha e Ceará; eu e Rodrigo Caio; Bruno Rodrigo e Pablo Marí; Egídio e Felipe Luís... Aí vai ter um empate: Everton Ribeiro com Everton Ribeiro (risos). Fábio e Diego Alves... Borges e Gabigol é bom também. São dois momentos. Dagoberto ou Bigode com Bruno Henrique. Arrascaeta com Goulart. Elencão", comparou o defensor.
 
Em 2013 e 2014, o Cruzeiro conquistou o bicampeonato brasileiro, além de ter faturado um mineiro. Já o Flamengo de 2019 venceu a Copa Libertadores, o campeonato nacional e o carioca.

O Rubro Negro Carioca foi a única equipe a alcançar a marca dos 90 pontos no Brasileirão - considerando as competições desde 2006, tendo 20 clubes em disputa. A Raposa alcançou a marca de 76 e 80 pontos, em 2013 e 2014, respectivamente.

Confira as escalações mais frequentes do Cruzeiro de 2013 e do Flamengo de 2019:

Cruzeiro

Titulares: Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Lucas SIlva, Nilton, Éverton RIbeiro e Ricardo Goulart; Willian e Borges.

Suplentes: Rafael; Mayke, Paulão, Léo, Everton; Leandro Guerreiro, Souza, Júlio Batista, Alisson; Luan e Dagoberto.

Técnico: Marcelo Oliveira
 
Flamengo

Titulares: Diego Alves; Rafinha, Pablo Marí, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Éverton RIbeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol.

Suplentes: César; Rodinei, Thuler, Rhodolfo, Renê; Píres da Mota, Pepê, Diego, Reinier; Vitinho e Lincoln.

Técnico: Jorge Jesus

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade