Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Cruzeiro inicia semana com desfalques e dúvidas para enfrentar o CSA

Técnico Vanderlei Luxemburgo definirá time a partir desta terça-feira


21/09/2021 07:24 - atualizado 21/09/2021 07:28

Bruno José será reavaliado durante a semana pelo departamento médico
Bruno José será reavaliado durante a semana pelo departamento médico (foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
Com menos de 1% de probabilidade de subir à primeira divisão, segundo o Departamento de Matemática da UFMG, o Cruzeiro inicia nesta terça-feira a semana de preparação para enfrentar o CSA, às 16h de domingo, no Independência, pela 26ª rodada da Série B. O grupo foi liberado para descansar na manhã dessa segunda, quando desembarcou em Belo Horizonte depois de empatar por 1 a 1 com o Vasco, em São Januário, no Rio de Janeiro.

De volta após cumprir suspensão, o técnico Vanderlei Luxemburgo perdeu o zagueiro Eduardo Brock e o atacante Marcelo Moreno, advertidos com o terceiro cartão amarelo. Na defesa, o favorito à titularidade é Léo Santos, de 1,97m, com Rhodolfo, de 1,93m, correndo por fora. Na frente, Thiago sairá da ponta-esquerda - função exercida no primeiro tempo do confronto com o Vasco - e atuará como centroavante.

Com o deslocamento de Thiago, abre-se espaço para um jogador de mobilidade ser utilizado nos extremos, que pode ser Dudu, Felipe Augusto ou Claudinho. Além disso, Wellington Nem saiu lesionado ainda no primeiro tempo do confronto com o Vasco e passará por reavaliação nesta semana. A comissão técnica também observará o meia Marcinho, com incômodo no pé direito, e o atacante Bruno José, com dor no tornozelo direito.

Outra situação a ser definida por Luxa é se Rômulo continuará improvisado na lateral direita no lugar de Cáceres. A estratégia possibilitou a entrada de Marco Antônio como segundo volante (próximo a Adriano) e de Giovanni de armador. Apesar de alguns bons passes e lançamentos, a dupla lidou com a superioridade do Vasco na posse de bola na etapa inicial (65% a 35%), especialmente pelas ações do volante Andrey e do armador Nenê.

Qualquer que seja a escolha de Vanderlei, o Cruzeiro precisa urgentemente emplacar sequência de vitórias na Série B. Neste momento, o time soma 31 pontos - seis triunfos, 13 empates e seis derrotas -, 10 a menos que o quarto colocado, CRB, com 41. Nas 13 rodadas restantes, a Raposa terá de ganhar 10 ou 11 para encerrar a segunda divisão com campanha de 61 a 64 pontos. Assim, a chance de acesso ficará entre 85,9% e 99,1%.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade