Publicidade

Estado de Minas ATLÉTICO

Cuca rechaça favoritismo do Atlético em Libertadores e Copa do Brasil

Técnico vê 'chances iguais' para o Galo contra Palmeiras e Fortaleza


19/09/2021 07:06 - atualizado 19/09/2021 07:11

Cuca descarta favoritismo alvinegro nos torneios de mata-mata
Cuca descarta favoritismo alvinegro nos torneios de mata-mata (foto: Pedro Souza/Atlético)
Com 45 pontos em 20 jogos no Campeonato Brasileiro (75% de aproveitamento), o Atlético abriu sete de vantagem sobre o segundo colocado, Palmeiras, contra quem jogará em outra competição: a Copa Libertadores de 2021. As equipes medem forças nesta terça-feira, às 21h30, no Allianz Parque, em São Paulo, pelo jogo de ida das semifinais. A partida de volta será em 28 de setembro, às 21h30, no Mineirão.

O Galo também está na penúltima fase da Copa do Brasil, tendo o Fortaleza pelo caminho, nas semanas dos dias 20 e 27 de outubro, com horários e ordem de mandos de campo a serem confirmados pela CBF.

Recentemente, o alvinegro encarou os dois adversários no Brasileirão: venceu o Verdão por 2 a 0, em 14 de agosto, no Mineirão, e o Leão do Pici pelo mesmo placar, em 12 de setembro, no estádio Castelão. Apesar do retrospecto favorável, o técnico Cuca rechaça o favoritismo e diz que as chances são iguais em ambas as disputas.

"Vamos competir agora com o Palmeiras. As chances que temos são iguais às do Palmeiras. Vamos competir com o Fortaleza. As chances que temos são iguais às do Fortaleza. Não adianta dizer: 'ah, são favoritos para isso e aquilo'. Você está competindo com Flamengo, Palmeiras, grandes equipes do futebol brasileiro".

"Você não tem a certeza de que o resultado final será uma vitória, e sim a vontade de vencer. Ela é depositada jogo a jogo, e a gente tem que ir colocando isso nos campeonatos. Lá (na frente) você vê o que foi de melhor que conseguiu", acrescentou.

Na opinião de Cuca, tanto Palmeiras quanto Fortaleza vão tirar lições das derrotas para o Atlético, que, por sua vez, precisa melhorar ainda mais para continuar a obter resultados positivos e evitar decepções.

"As dificuldades vão aumentando. Hoje estamos felizes com esses números, mas sucesso e fracasso andam juntinhos. Se você não tiver as conquistas, virão as críticas. É preciso saber diferenciar tudo isso, mas valorizar o que estamos fazendo sempre procurando melhorar. Assim as chances de sairmos vencedores aumenta".

Na Libertadores, o Galo liderou o Grupo H com 16 pontos, superando Cerro Porteño-PAR, América de Cali-COL e Deportivo La Guaira-VEN. Nos mata-matas, eliminou o Boca Juniors, nas oitavas de final, e o River Plate, nas quartas. A premiação garantida até aqui é de US$7,55 milhões (cerca de R$40 milhões).

Na Copa do Brasil, o Atlético bateu Remo (terceira fase), Bahia (oitavas de final) e Fluminense (quartas de final), acumulando mais de R$15 milhões em bonificações. Caso passe pelo Fortaleza nas semifinais, o clube atingirá R$38,15 milhões, pelo vice, ou R$71,15 milhões, referentes ao título.

No Brasileirão, a probabilidade de o alvinegro ser campeão, segundo o Departamento de Matemática da UFMG, é de 72,4%. Nesse sábado, a equipe goleou o Sport por 3 a 0, no Mineirão, pela 21ª rodada - gols de Diego Costa, Hulk e Vargas. O próximo compromisso será contra o São Paulo, no dia 25, às 21h, no Morumbi.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade