Publicidade

Estado de Minas SÉRIE A

América agora tem até a matemática a favor

Coelho tem menos chances de rebaixamento à Série B do que gigantes como o Santos (13°), com 23 pontos em 20 jogos


14/09/2021 13:02 - atualizado 14/09/2021 13:09

O América, de Vágner Mancini, tem chance menor de queda que clubes à frente dele na tabela, segundo a UFMG
O América, de Vágner Mancini, tem chance menor de queda que clubes à frente dele na tabela, segundo a UFMG (foto: RAMON LISBOA/EM/D.A PRESS)

Em campo, o América já começou a fazer sua parte, reagindo na Série A do Campeonato Brasileiro, ao engatar duas vitórias consecutivas. Na estatística, as projeções parecem também estar ajudando. Mesmo na zona de rebaixamento – é 17° colocado, com 21 pontos em 19 rodadas –, o Coelho tem menos chances de rebaixamento à Série B do que gigantes como o Santos (13°), com 23 pontos em 20 jogos. A estimativa é do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) após o término da rodada do fim de semana.
 
 
Conforme cálculos da UFMG, o alviverde tem 30,2% de possibilidade de queda à Segunda Divisão. Neste momento, no entanto, o Peixe tem 31%. Outros adversários à frente, como o Bahia (15º, com 22 pontos), também surgem com cenário mais negativo, com 33,9%. Já o Grêmio (18º, com 19 pontos), luta contra os 40,5% de probabilidade de ser rebaixado.

A UFMG leva diversos fatores em conta nos seus cálculos. Entre eles: partidas a disputar em casa, duelos diante de rivais da parte de cima da tabela, desempenho nas rodadas anteriores e o momento técnico das equipes.

O Santos, por exemplo, vive má fase e vem de sete compromissos sem vitórias – cinco deles no Brasileirão. A sequência negativa ocasionou a queda do técnico Fernando Diniz do comando. Por sua vez, o América está em plena ascensão e emendou dois triunfos seguidos na Série A – ambos por 2 a 0, contra Ceará e Athletico.

Um dos membros do Departamento, Gilcione Costa explica algumas dessas variáveis: "O Santos não vence há seis jogos. Nos últimos dez, fez oito pontos. E o América fez 12 pontos em nove jogos. São vários fatores. O desempenho atual do Santos é de queda, e o do Coelho, que tem um jogo a menos, é de ligeira subida. Ou seja, há possibilidade de o América ultrapassar o Santos", avalia.

Elite


Ainda de acordo com as contas da UFMG, uma equipe que atingir 45 pontos terá apenas 3,3% de risco de rebaixamento para a Série B. O Coelho, que venceu o Athletico no sábado, chegou aos 21 e se vê a 24 pontos do 'número mágico' pela permanência.

Considerando a matemática, as contas para que o América siga na elite na próxima temporada seriam as seguintes: nos 19 jogos restantes (57 pontos por disputar), a equipe precisa somar 24. Para isso seriam necessários oito vitórias – ou combinações como sete vitórias e três empates, seis vitórias e seis empates, por exemplo.

* Estagiário sob supervisão do subeditor Eduardo Murta


O risco de rebaixamento*


» Chapecoense (20ª): 96,8%
» Sport (19°): 64,6%
» Grêmio (18°): 40,5%
» Bahia (15°): 33,9%
» Santos (13°): 31%
» América  (17°): 30,2%
» Juventude (14°): 26,1%
» São Paulo (16°): 18,7%
» Ceará  (11°): 14,5%
» Athletico (10°): 14,3%

* Projeção do Departamento de Matemática da UFMG

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade