Publicidade

Estado de Minas FUTEBOL MINEIRO

América: vitórias mudam astral alviverde para deixar Z-4

Desde a chegada de Vágner Mancini, que em junho substituiu Lisca, o clube vê suas chances de permanência na elite nacional mais nítidas


13/09/2021 13:02 - atualizado 13/09/2021 13:02

O América vem de dois triunfos consecutivos e pode deixar a zona de degola na próxima rodada, contra o Corinthians
O América vem de dois triunfos consecutivos e pode deixar a zona de degola na próxima rodada, contra o Corinthians (foto: LEANDRO COURI/EM/D.A PRESS)


Duas vitórias consecutivas e a chance de deixar a zona de rebaixamento na próxima rodada mudaram definitivamente o astral no América para os desafios da Série A do Campeonato Brasileiro. Desde a chegada de Vágner Mancini, que em junho substituiu Lisca, o clube vê suas chances de permanência na elite nacional mais nítidas, embora tenha oscilado bastante nesse período.




Após o bom triunfo por 2 a 0 sobre o Athletico no sábado, no Independência, pela 20ª rodada, o treinador fez questão de elogiar não só os jogadores, mas o ambiente no CT alviverde e todos os profissionais envolvidos com os trabalhos da equipe no dia a dia no Lanna Drumond.

Mancini estreou no empate contra o Juventude, pela 6ª rodada do Brasileirão. De lá para cá, são 14 jogos no comando do Coelho, com cinco vitórias, cinco empates e quatro derrotas – aproveitamento de 47,6%. Os resultados colocam o América como um dos candidatos a brigar para sair da zona de rebaixamento (é 17º, com 21 pontos), com chance de alcançar a faixa intermediária da tabela, desde que vença seu próximo desafio (Corinthians, domingo, no Itaquerão) e conte com tropeços de adversários diretos.

A evolução do time em campo tem sido destacada pelos próprios jogadores – ainda que alguns dos resultados não tenham sido satisfatórios – como um dos sinais de que a recuperação alviverde vai se confirmar em busca da permanência na elite nacional para a próxima temporada.

Para o comandante americano, o papel fora das quatro linhas tem ajudado a impulsionar a equipe. "A seriedade do dia a dia, o trabalho. Não só o Mancini e os atletas, mas todos que vivem o clube fazem diariamente. Estou num clube onde me sinto muito bem, pois vejo que todo mundo põe a mão na massa. Isso é importante dizer, pois, às vezes, ficamos focados só no resultado, nos atletas. É importante dizer que temos uma estrutura onde tudo funciona e onde todos jogam juntos", destacou.

"Partindo desse princípio, temos grande possibilidade de alcançar os objetivos. O primeiro objetivo de cada um que entra no CT e que vive o América diariamente é que a bola entre no gol no jogo. Essa convicção de que juntos vamos atingir o objetivo é enorme no clube e, a cada dia que passa, ficamos mais satisfeitos com todos remando para o mesmo lado", analisou Mancini.

Revanche

 
E Até o próximo compromisso do time no Brasileiro, o treinador tem mais uma semana 'livre' para treinos e para preparar a equipe que enfrenta o Corinthians fora de casa. Será também uma chance de vingar a derrota por 1 a 0 no primeiro turno no Independência.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade