Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Com apoio da torcida, Cruzeiro tenta impulsionar números em casa na Série B

Time celeste jogará as duas próximas partidas na Arena do Jacaré


10/09/2021 07:18 - atualizado 10/09/2021 07:21

Cruzeiro teve o apoio da torcida na vitória sobre o Confiança
Cruzeiro teve o apoio da torcida na vitória sobre o Confiança (foto: Ramon Lisboa/EM D.A Press)
O Cruzeiro receberá o apoio de sua torcida na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, nos dois próximos jogos da Série B - contra a Ponte Preta, às 11h deste sábado, e o Operário, às 19h de quinta-feira (16). A missão da equipe é converter o incentivo oriundo das arquibancadas em combustível para reencontrar o caminho das vitórias e dar salto na classificação. Neste fim de semana, são esperados de cinco a seis mil espectadores - cerca de 30% da capacidade total do estádio, superior a 18 mil lugares.

A torcida teve papel importante ao animar o time na vitória por 1 a 0 em cima do Confiança, em 20 de agosto, no Mineirão, pela 20ª rodada. Ainda que o número de presentes (4.730) tenha sido abaixo das expectativas, os jogadores demonstraram grande contentamento com o carinho do público. A Raposa conquistou os três pontos com gol de Marcelo Moreno cobrando pênalti.

Antes de bater o Confiança, o Cruzeiro só havia vencido o Vasco em casa: 2 a 1, pela sexta rodada, em 24 de junho, no Mineirão - dois gols do volante Matheus Barbosa, que se transferiu para o Atlético-GO no fim de julho. Nos demais compromissos, o time empatou com Goiás (1 a 1), Guarani (3 a 3), Coritiba (0 a 0), Londrina (2 a 2), Vitória (2 a 2) e Sampaio Corrêa (1 a 1), além de perder para CRB (4 a 3) e Avaí (3 a 0).

Com 12 pontos em 30 possíveis (40%) - duas vitórias, seis empates e duas derrotas -, o Cruzeiro é o quinto pior mandante em termos de aproveitamento, superando apenas Vila Nova-GO (36,3%), Brasil de Pelotas (33,3%), Londrina (27,7%) e Confiança (24,2%). Na outra ponta, o Botafogo detém o melhor índice dentro de seus domínios - oito triunfos, um empate e um revés (83,3%) - e não à toa está no G4, com 38 pontos.

Na opinião dos jogadores, a presença dos torcedores em Sete Lagoas terá peso na evolução técnica do grupo. "A torcida demonstrou naquele jogo contra o Confiança fazendo a sua parte e sendo um jogador a mais para nós", frisou o lateral-direito Raúl Cáceres. "Que a gente possa chegar à Arena do Jacaré e fazer um espetáculo com a liberação da torcida, que será muito importante para a gente", complementou o meia Claudinho.

Vanderlei Luxemburgo também clamou pela festa dos cruzeirenses em Sete Lagoas. "Prefiro 6 mil torcedores na Arena do Jacaré do que o Mineirão grande e vazio. É convocar o torcedor para que lote o estádio e seja o centroavante da equipe. Temos dois jogos em casa, um fora e depois o outro em casa", afirmou o treinador, invicto desde quando assumiu o comando do time, no início de agosto (três vitórias e quatro empates).

O excesso de empates na Série B - 11 em 22 jogos - mantém um "freio" no Cruzeiro, 14º colocado, com 26 pontos, um a mais que a Ponte Preta, 15ª. Assim, os times vão brigar por posição no duelo na Arena do Jacaré. Quanto à escalação, Luxa pretende utilizar Wellington Nem no meio-campo e manter o centroavante Thiago, autor do gol sobre o Goiás. Marcelo Moreno retornará de convocação à Seleção da Bolívia e ficará, a princípio, no banco de reservas.

A provável formação terá Fábio; Cáceres, Ramon, Eduardo Brock e Matheus Pereira; Adriano, Rômulo e Giovanni (Claudinho); Wellington Nem, Bruno José (Felipe Augusto) e Thiago. Luxemburgo tomará a decisão no último treinamento a ser realizado nesta sexta-feira na própria Arena do Jacaré.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade