Publicidade

Estado de Minas SÉRIE A

América recebe o Cuiabá e precisa afastar pressão com vitória na Série A

Equipes se enfrentam nesta quinta-feira (17), às 16h, no Independência


17/06/2021 07:31 - atualizado 17/06/2021 07:36

América vive momento conturbado e só pensa em vitória contra o Cuiabá(foto: Marina Almeida/América)
América vive momento conturbado e só pensa em vitória contra o Cuiabá (foto: Marina Almeida/América)
O América recebe o Cuiabá nesta quinta-feira (17), às 16h, no Independência, em Belo Horizonte, pela 4ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O Coelho, que não vence há sete jogos, precisa afastar a pressão que cerca o ambiente do clube com uma vitória na competição.

O América vive momento conturbado. Na última segunda-feira (14), o técnico Lisca pediu demissão do comando da equipe, alegando desgaste e incapacidade para reverter a situação da equipe. O auxiliar fixo Cauan de Almeida comandará a equipe até domingo (20).

Em baixa, o Coelho foi eliminado da Copa do Brasil pelo Criciúma, na terceira fase, e perdeu as três partidas que disputou no Brasileirão - para Athletico Paranaense, Corinthians e Flamengo, nesta ordem. Neste momento, a equipe mineira ocupa a lanterna na tabela.

A situação fica ainda mais crítica quando se observa o desempenho ofensivo do América. Nestes últimos sete jogos sem vitórias, o Coelho só balançou as redes duas vezes - ambas no empate em 2 a 2 com o Criciúma, na Copa do Brasil. Na Série A, o time ainda não marcou.

Em meio à pressão dos torcedores nas redes sociais e a indefinição no comando técnico, o América só pensa na vitória nesta quinta-feira. Durante a semana, Marcus Salum, coordenador de futebol clube-empresa, se reuniu com o elenco para passar mensagem de incentivo. Em pronunciamento, o dirigente garantiu que o clube não está em ‘terra arrasada’, mas vive um momento complicado.

Momento do rival

Apesar de ter conquistado o título do Campeonato Mato-Grossense, o Cuiabá também viveu semanas de tensão e turbulência em seu ambiente interno. Primeiro, pela demissão do técnico Alberto Valentim - invicto no comando, com sete vitórias e três empates.

A decisão da diretoria do Dourado repercutiu negativamente entre os jogadores, que tinham boa relação com Valentim. Houve especulações de que o treinador teria se envolvido com a esposa de Alessandro Dresch, presidente do clube. O profissional negou veementemente o boato e lamentou a ‘falta de respeito’ com sua família.

No entanto, em entrevista ao SporTV, Valentim deu declaração que causou polêmica. Ele alegou que Cristiano Dresch, vice-presidente do Cuiabá, tentava intervir nas escalações da equipe.

Poucos dias após o episódio, nova polêmica: um áudio de Cristiano foi vazado. Nele, o dirigente proferia ofensas a Luiz Gustavo, zagueiro que move ação contra o clube, classificando-o como ‘jogadorzinho de m*’. Em nota, o Cuiabá alegou tratar-se de um episódio isolado e afirmou que o defensor cometeu uma série de atos de indisciplina.

Em meio aos momentos conturbados, o Dourado deu início a sua primeira trajetória na Série A do Campeonato Brasileiro. Na estreia, a equipe mato-grossense empatou em 2 a 2 com o Juventude, na Arena Pantanal. Já na segunda rodada, perdeu para o Fluminense por 1 a 0 em São Januário, no Rio de Janeiro.

Por conta da realização da Copa América na capital do Mato Grosso, o Cuiabá teve seu jogo contra o Atlético Goianiense, válido pela 3ª rodada do Brasileirão, adiado. Com isso, a equipe ganhou dias extras na preparação para enfrentar o América. O Dourado não entra em campo desde 6 de junho.

Baixas e dúvidas

O América tem duas ausências para o confronto: o lateral-esquerdo Marlon e o volante Zé Ricardo. Ambos seguem em tratamento de lesões musculares no departamento médico do clube.

Há dúvidas sobre a formação que o auxiliar fixo Cauan de Almeida deve mandar a campo. No meio-campo, a tendência é que Juninho Valoura seja novamente acionado como primeiro volante, substituindo Zé Ricardo. Já no setor ofensivo, Ademir é a única certeza. Gustavo, Bruno Nazário, Ribamar e Rodolfo disputam as outras duas vagas.

Já o Dourado tem apenas um desfalque para o duelo: trata-se do atacante Felipe Marques, que testou positivo para COVID-19. No ataque, a principal dúvida é se Rafael Papagaio manterá a titularidade como centroavante, já que o artilheiro Elton está recuperado de indisposições estomacais.

América

Matheus Cavichioli; Diego Ferreira, Eduardo Bauermann, Anderson e João Paulo; Juninho Valoura, Alê e Juninho; Ademir, Gustavo (Bruno Nazário) e Ribamar (Rodolfo).

Técnico: Cauan de Almeida

Cuiabá

Walter; João Lucas, Marllon, Paulão e Uendel; Auremir, Rafael Gava e Pepê; Clayson, Jonathan Cafú e Rafael Papagaio (Elton).
Técnico: Luiz Fernando Iubel

Motivo: 4ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Data e horário: quinta-feira, 17 de junho de 2021, às 16h
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte
Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI)
Assistentes: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Márcio Iglésias Araújo Silva (PI)
VAR: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)
Transmissão: Premiere

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade