Publicidade

Estado de Minas ATLÉTICO

Hulk busca o que só Kléber Gladiador e mais 3 conseguiram na Libertadores

Atacante do Atlético pode alcançar marca de dois gols em três jogos seguidos no torneio continental no duelo desta noite, contra o América de Cáli-COL


13/05/2021 07:12 - atualizado 13/05/2021 07:16

Artilheiro do Galo na temporada, Hulk já marcou quatro vezes na Libertadores(foto: Pedro Souza/Atlético)
Artilheiro do Galo na temporada, Hulk já marcou quatro vezes na Libertadores (foto: Pedro Souza/Atlético)
O Atlético entra em campo na noite desta quinta-feira para garantir antecipadamente a sua vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores. E a partida contra o América de Cáli-COL pode ser especial para o atacante Hulk. O jogador do Galo tem a chance de alcançar um feito que apenas quatro atletas conseguiram em mais de 60 anos de existência do torneio continental: marcar dois ou mais gols em três partidas consecutivas.

Hulk anotou 'dobletes' contra América de Cáli e Cerro Porteño-PAR, ambos em jogos no Mineirão. A chance de alcançar a marca será na noite desta quinta-feira, às 21h, no estádio Romelio Martínez, em Barranquilla, pela quarta rodada do Grupo H.

O último a alcançar esse feito foi um ex-jogador do arquirrival Cruzeiro. Na edição de 2010, Kléber Gladiador balançou duas vezes as redes de Colo Colo-CHI (4 a 1), Deportivo Itália-VEN (2 a 2) e Vélez Sarsfield (3 a 0). Curiosamente, os jogos não foram em sequência para a Raposa, já que ele foi expulso contra os venezuelanos fora de casa e cumpriu suspensão no duelo no Mineirão. No entanto, entra na estatística por ter marcado em partidas consecutivas feitas por ele.

Outro jogador brasileiro também tem essa registro na carreira. O atacante Luizão, artilheiro da Copa Libertadores de 2000 pelo Corinthians com 15 gols, alcançou a marca naquela edição. Ele balançou as redes de Olimpia-PAR (três vezes na vitória por 5 a 4), Rosario Central-ARG (derrota por 3 a 2) e mais uma vez contra o time argentino (vitória por 3 a 2). 

O primeiro jogador a alcançar essa marca na Libertadores foi o uruguaio Juan de Lima, em 1986. Ele defendia o Deportivo Quito-EQU e fez dois ou mais gols em quatro jogos seguidos: Barcelona-EQU (dois gols no empate por 3 a 3), Coritiba (2 a 1), e duas vezes contra o Bangu (dois gols na vitória por 3 a 1 e três gols no empate por 3 a 3).

Quem também teve a sequência goleadora na Libertadores foi o paraguaio Raúl Amarilla. Em 1989, ele marcou dois gols em três jogos consecutivos pelo Olimpia-PAR: Sol de América-PAR (derrota por 5 a 4) e duas vezes contra o Boca Juniors-ARG (vitória por 2 a 0 e derrota por 5 a 3).

Se Hulk fizer dois gols contra os colombianos nesta noite, ele vai assumir a artilharia do torneio ao lado de Gabi, do Flamengo, que já marcou seis vezes no torneio.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade