Publicidade

Estado de Minas ATLÉTICO

Estadual em BH: Atlético encerrará Mineiro com só duas viagens no interior

Delegação alvinegra jogou maioria das partidas na capital; deslocamentos foram para Tombos e Poços de Caldas


29/04/2021 07:06 - atualizado 29/04/2021 07:18

Jogadores do Atlético viajaram pouco na temporada 2021(foto: Divulgação/Atlético)
Jogadores do Atlético viajaram pouco na temporada 2021 (foto: Divulgação/Atlético)
Em tempos de calendário esportivo ainda mais apertado em função da pandemia de COVID-19, qualquer descanso é fundamental para a preparação de clubes que disputam várias competições. Neste início de temporada 2021, o Atlético contou com uma programação favorável, que reduziu as viagens no Campeonato Mineiro. A delegação encerrará o Estadual com apenas duas idas ao interior de Minas Gerais.

Belo Horizonte recebeu nove dos 11 jogos do time na fase classificatória. Os outros dois foram realizados em Tombos, na Zona da Mata, e Poços de Caldas, no Sul do estado. Entre idas e voltas, a delegação alvinegra percorreu pouco mais de 1,1 mil quilômetros (em linha reta) nos trajetos aéreos.

O Atlético jogou em Tombos em 4 de março, quando venceu o Tombense por 2 a 1, no Almeidão, pela segunda rodada. Em 1º de abril, foi superado por 2 a 1 pela Caldense, no Ronaldão, em Poços de Caldas, na sexta partida da primeira fase do Estadual.

A tabela original previa outras duas visitas ao interior ainda na etapa classificatória da competição. A equipe enfrentaria o Patrocinense, em Patrocínio, e o Athletic, em São João del-Rei. As partidas, porém, foram transferidas para o Independência, em BH.

A primeira mudou de cidade por conta de restrições aos jogos devido à pandemia. A segunda alteração foi solicitada pelo Athletic. O clube queria atuar na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, mas não foi possível, também em função do avanço do coronavírus no município.

Neste início de temporada, o elenco fez uma viagem mais longa. Há dez dias, foi à Venezuela, onde empatou por 1 a 1 com o Deportivo La Guaira-VEN, na estreia na Copa Libertadores. Para chegar à capital Caracas, deixou BH de avião e fez escala em Manaus - mesma programação da volta, em trajetos que, somados, ultrapassam 8 mil quilômetros.

Mata-mata

O Atlético encerrou a fase inicial do Mineiro na primeira colocação e enfrentará o Tombense na semifinal. A partida de ida, com mando da equipe de Tombos, não será no interior. Os times se enfrentam a partir das 16h30 deste sábado, no Independência.

A explicação da Federação Mineira de Futebol (FMF) para a mudança é que o Almeidão não é adequado para o uso da arbitragem de vídeo (VAR). A tecnologia será utilizada a partir das semifinais. A TV Globo, detentora dos direitos de transmissão do campeonato, também solicitou a alteração do local por essa razão.

Se avançar, o Atlético decidirá o título contra o vencedor do duelo entre América e Cruzeiro. Portanto, os dois jogos finais seriam realizados também na capital mineira.

Rivais

América e Cruzeiro também terminarão o Estadual com mais jogos em BH do que no interior. Os rivais do Atlético, no entanto, visitaram um maior número de cidades.

O América foi a Juiz de Fora, Varginha, Uberlândia, Tombos e Patos de Minas. O Cruzeiro jogou em Uberlândia, Sete Lagoas, Varginha e Pouso Alegre.

Nessa terça, o diretor de futebol do América, Armando Desessards, reclamou de um desequilíbrio técnico causado por ‘inversões de mando’ de campo do interior para Belo Horizonte em partidas do Atlético.

"Nós viajamos mais de 3 mil quilômetros, enquanto um de nossos adversários viajou pouco mais de mil quilômetros. Claro que o campeonato está bem mais ganhável para um de nossos adversários, que teve e vai continuar tendo inversões de mando de campo a favor", disse Armando Desessards, com ironia, à TV Coelho.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade