Publicidade

Estado de Minas SUPERLIGA FEMININA

Minas vira sobre o Sesi Bauru e reedita final da Superliga contra o Praia

Equipe de BH bateu o rival pela segunda vez na melhor de três da semifinal


29/03/2021 08:40 - atualizado 29/03/2021 08:44

Minas conseguiu retomar concentração e virar o jogo contra o Sesi Bauru para chegar à final(foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)
Minas conseguiu retomar concentração e virar o jogo contra o Sesi Bauru para chegar à final (foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)
De virada e com muita emoção. O Minas Tênis Clube bateu o Sesi Bauru por 3 sets a 2 (17-25/25-22/17-25/25-15 e 15-8), neste domingo, no Centro de Desenvolvimento de Vôlei (CDV), em Saquarema-RJ, faturou a segunda na série melhor de três da semifinal e está na decisão da Superliga Feminina de Vôlei. A equipe de BH vai enfrentar o Praia Clube no clássico mineiro que será uma espécie de revanche da última final da competição, na temporada 2018/2019.

Dono da melhor campanha na fase de classificação, o Minas deu susto no favoritismo e iniciou o jogo parecendo desconcentrado, com falhas no ataque e deslizes na defesa. O Sesi soube explorar bem os bloqueios em Pri Daroit e acionar Tifanny na ofensiva. A ponteira comandou as ações do set, vencido pela equipe paulista por 17-25.

A equipe mineira conseguiu retomar a concentração para a disputa acirrada dos pontos. Macris se destacou pela distribuição de jogadas e o Minas contou com queda na produção de Tifanny, que fez apenas dois pontos no set - um de saque e outro atacando. 25-22 para as comandadas de Nicola Negro.

No terceiro set, foi a vez do Sesi recuperar as melhores decisões e o Minas sentiu a agressividade do ataque adversário. Dani Lins acionava bem Rainova e Mara, além da segurança com Tiffany. O Minas se viu perdido, com dez pontos atrás no placar, e até lutou, mas perdeu a parcial por 17-25.

Atrás mais uma vez no jogo, o Minas conseguiu se reerguer novamente. A levantadora Macris encontrava ótimas opções e revezava ataques com Megan e Dani Cuttino na entrada e saída de rede. Do lado do Sesi, com grande desvantagem no placar, o técnico Rubinho poupou Tiffany, com cãibras, já pensando no tiebreak. 25-15.

Já no início do tiebreak foi possível sentir o drama para definir o duelo. Com dois ralis emocionantes e pontos decididos em detalhes, Minas e Sesi buscavam a vitória ponto a ponto. Com excelente encaixe de Macris e Dani Cuttino, o Minas ainda acertou o ritmo com bloqueio e defesa e abriu cinco pontos, fechando com sete de vantagem. Segurança mineira e final 15-8.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade