Publicidade

Estado de Minas AMÉRICA

América prevê muitas mudanças no setor ofensivo para disputa da Série A

Baixo número de gols na Série B preocupa o técnico Lisca


20/01/2021 09:21 - atualizado 20/01/2021 09:24

Lisca criticou desempenho ofensivo do América na Série B(foto: Estevão Germano/América)
Lisca criticou desempenho ofensivo do América na Série B (foto: Estevão Germano/América)
Com acesso assegurado à Primeira Divisão a quatro jogos do fim da Série B do Campeonato Brasileiro, o América teve queda de rendimento nos últimos jogos e se complicou na disputa pelo título - pode perder a liderança na 36ª rodada, caso a Chapecoense vença a Ponte Preta, em casa, nesta quinta-feira. O empate sem gols diante do Brasil-RS, nessa terça-feira, em Pelotas, reforçou a dificuldade ofensiva do time durante toda a campanha. O Coelho tem o oitavo melhor ataque da competição, com 41 gols, desempenho considerado insuficiente pelo técnico Lisca para a disputa da Série A. 

Duro nas críticas, Lisca cobrou muitas mudanças ofensivas no elenco do América para o Brasileirão. Se o ataque não for reforçado devidamente, segundo o gaúcho, a tendência é que o clube passe ‘vergonha’ na elite nacional em 2021. 

“Já conversei com (Marcus) Salum e com a diretoria. Precisamos mudar muito no setor ofensivo, pois a Série A é uma competição com outro nível de exigência. Se atuarmos como nos últimos jogos, vamos passar vergonha na Série A. E uma vergonha grande. Ficam as lições e as demonstrações que o América precisa evoluir muito e não pode se acomodar com o acesso. Tem que se qualificar em todos os aspectos, principalmente na parte ofensiva, que quase nos comprometeu na competição e está nos dificultando muito na briga pelo título e na consolidação de um belo trabalho, que seria um coroamento com o título”, declarou o treinador, em entrevista coletiva após o jogo em Pelotas. 

O empate com o Brasil-RS foi o terceiro seguido do América na Série B - ficou no 1 a 1 com o Botafogo-SP, vice-lanterna, e 0 a 0 contra o Náutico, no jogo do acesso. Na próxima rodada, a penúltima da Segunda Divisão, o Coelho encara o Confiança, neste sábado, às 16h15, em Aracaju. Lisca acredita que uma nova atuação ruim pode custar o tricampeonato

“Realmente, ficamos muito abaixo e não podemos reclamar e nem secar ninguém se não fazemos o mínimo necessário e a nossa parte. Vamos descansar bem, viajar para Porto Alegre, lamber nossas feridas e ver o que vamos fazer em Aracaju, pois, se jogarmos assim, vamos perder. Não há dúvida. Se não mudarmos atitude, padrão, nossa qualidade, não vamos ganhar nenhum jogo na Série B e o título vai ficar com a Chapecoense”, criticou

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade