Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

Cruzeiro espera resolver imbróglio de Dedé antes de audiência na Justiça

Sérgio Santos Rodrigues pretende conversar com empresários do atleta


15/01/2021 09:30 - atualizado 15/01/2021 09:32

Dedé cobra R$35 milhões na Justiça do Trabalho(foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
Dedé cobra R$35 milhões na Justiça do Trabalho (foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)
O Cruzeiro espera resolver o imbróglio envolvendo o zagueiro Dedé antes da audiência, ainda sem data definida, na 48ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte. O presidente Sérgio Santos Rodrigues pretende ter mais uma conversa com os empresários do jogador, Giuliano Aranda e Ubiraci Cardoso, para apresentar um possível acordo de rescisão. Recentemente, o clube se comprometeu a pagar, em 60 parcelas de janeiro de 2022 a dezembro de 2026, R$ 25 milhões ao atacante Fred (R$ 400 mil por mês) e R$ 15 milhões ao lateral-esquerdo Dodô (R$ 250 mil por mês).

“O Dedé está no Rio desde que eu assumi, acho que há oito ou nove meses ele está se tratando lá. Mas foi feita a reunião com os dois empresários dele sim, a gente tem conversado, é complicada essa situação, essa atitude que ele tomou, está sujeito a qualquer um poder fazer. Estamos buscando o contato com os empresários dele para ver se a gente consegue resolver essa situação. Não ganhou a liminar, vai ter a audiência marcada, vamos ver se conseguimos resolver isso antes”, afirmou Sérgio, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Dedé acionou o Cruzeiro na Justiça no dia 4 de janeiro sob a alegação de que não recebe os salários integrais há dez meses, além de atrasos no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), terço constitucional de férias, 13º e direito de imagem. O defensor também cobra cláusula compensatória dos meses restantes de contrato (até dezembro de 2021) e indenização por danos morais em razão de uma declaração do ex-presidente Wagner Pires de Sá sobre as lesões no joelho. Os valores totais são de R$ 35.258.058,64.

No Cruzeiro desde abril de 2013, Dedé jogou pela última vez em 19 de outubro de 2019, na vitória por 2 a 1 sobre o Corinthians, em São Paulo, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, ele saiu machucado para a entrada de Cacá. Desde então, foi submetido a vários tipos de tratamento, desde o conservador até o cirúrgico - procedimento realizado no Rio de Janeiro, em março, por profissionais de sua confiança.

De 2015 a 2017, Dedé já havia convivido com inúmeras lesões que o fizeram passar grande parte do tempo no departamento médico. Quando esteve em campo, mostrou-se um zagueiro forte, rápido e muito bom na bola aérea. Em 188 partidas pelo Cruzeiro, marcou 15 gols e conquistou sete títulos: dois Brasileiros (2013 e 2014), duas Copas do Brasil (2017 e 2018) e três Campeonatos Mineiros (2014, 2018 e 2019).

Valores que Dedé cobra do Cruzeiro na Justiça
Salários em atraso - R$ 13.782.000,00
Verbas rescisórias - R$ 3.390.666,66
Cláusula compensatória - R$10.500.000,00
FGTS - R$704.400,00
Reflexos incidentes sobre o 13º salário - R$1.032.000,00
Reflexos incidentes sobre 1/3 de férias - R$ 1.045.333,32
Reflexos incidentes sobre FGTS - R$ 1.053.658,66
Indenização por danos morais - R$ 3.750.0

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade