Publicidade

Estado de Minas CRUZEIRO

De volta ao Cruzeiro, Sobis se mostra empolgado por trabalhar com Felipão pela primeira vez

Atacante é uma das apostas do treinador para ajudar o time na Série B


15/11/2020 07:49 - atualizado 15/11/2020 08:04

Encontro carinho entre Rafael Sobis e Felipão na Toca da Raposa II(foto: Igor Sales/Cruzeiro)
Encontro carinho entre Rafael Sobis e Felipão na Toca da Raposa II (foto: Igor Sales/Cruzeiro)
Rodados no futebol, Rafael Sobis e Luiz Felipe Scolari terão, no Cruzeiro, a primeira chance de trabalharem juntos. O jogador de 35 anos chegou à Toca da Raposa II neste sábado e é uma das apostas do treinador para ajudar o time no returno da Série B do Campeonato Brasileiro.


“É um cara que eu conheço há muito tempo, a gente tem meio que um carinho de pai pra filho, então é um momento espetacular da minha carreira poder estar trabalhando com ele. Espero dar o melhor de mim para que a gente leve o Cruzeiro o mais longe possível”, disse Sobis.

O reforço estava no Ceará e assinou contrato com o Cruzeiro até dezembro de 2021. Como vinha atuando, Sobis depende apenas de regularização no BID da CBF para ter condições de estrear na sexta-feira, às 21h30, no Mineirão, contra o Figueirense, pela 22ª rodada da Série B.

Felipão tem insistido que a briga momentânea do Cruzeiro na Série B é para evitar o rebaixamento. O time é o 15º colocado, com 24 pontos, e está a 10 do Juventude, quarto colocado. A comissão técnica entende que serão necessários mais 21 pontos para impedir a queda à Série C.

Já a estimativa para um clube alcançar o acesso à Série A é de ao menos 63 pontos. Caberá ao Cruzeiro conquistar 39 pontos em 51 possíveis nas 17 rodadas finais.

Números de Sobis no Cruzeiro

Esta será a segunda passagem de Rafael Sobis pelo Cruzeiro. Na primeira, o ex-camisa 7 marcou 28 gols em 119 partidas e conquistou três títulos: duas Copas do Brasil, em 2017 e 2018, e um Campeonato Mineiro, em 2018. O vínculo foi rescindido em 4 de janeiro de 2019.

Entre os grandes momentos individuais de Sobis estão os três gols na vitória sobre o Internacional, no Independência, pela 18ª rodada do Brasileirão de 2016, e os quatro na goleada por 6 a 0 em cima do São Francisco, no Mineirão, pela segunda fase da Copa do Brasil de 2017.
 
Há cerca de quatro meses, a diretoria celeste resolveu um imbróglio envolvendo o atacante: fez acordo para pagar cerca de R$ 17 milhões ao Tigres, do México. A dívida cobrada na Fifa era referente a uma parte dos valores da contratação do atleta, em junho de 2016.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade