Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Confronto de boas lembranças para o Cruzeiro

Time celeste nunca perdeu para a URT pelo Estadual e espera manter a escrita para ir embalado à Argentina encarar o Huracán, na estreia da Libertadores


postado em 22/02/2019 05:10

Alex em campo contra a URT, no Estádio Zama Maciel, no jogo que deu o título de campeão mineiro de 2003 ao Cruzeiro, que venceu a partida por 4 a 0(foto: Jorge Gontijo/Estado de Minas - 16/3/03)
Alex em campo contra a URT, no Estádio Zama Maciel, no jogo que deu o título de campeão mineiro de 2003 ao Cruzeiro, que venceu a partida por 4 a 0 (foto: Jorge Gontijo/Estado de Minas - 16/3/03)



Na luta pela liderança do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro tem mais um motivo para vencer a URT domingo, às 19h, em Patos de Minas, pela oitava rodada: manter o tabu de nunca ter perdido para o time patense em jogos pelo Estadual. São 19 vitórias e três empates. No retrospecto geral, foram apenas duas derrotas em amistosos, a última delas por 1 a 0, em 23 de julho de 1985, no mesmo Estádio Zama Maciel que será palco do próximo encontro, ou seja, há quase 34 anos.

Por tudo isso, todos no clube pensam em ampliar a sequência invicta. “Sabemos o quanto é importante vencer a URT, tanto em termos de pontuação no Mineiro quanto para viajar tranquilos para a estreia na Copa Libertadores. Se for jogando bem, cria mais confiança e dá respaldo para ir à Argentina”, argumenta o lateral-esquerdo Egídio, referindo-se ao compromisso seguinte da Raposa, contra o Huracán-ARG, em Buenos Aires, pela primeira rodada do Grupo E.

Como outros atletas, ele vê similaridades entre os duelos pelo Mineiro e pela Libertadores, pois os gramados não são tão bons e deverá haver pressão da torcida adversária. Nada disso, porém, o impede de projetar mais uma vitória, com o time seguindo bem na temporada, mesmo depois do 0 a 0 com o América na rodada passada.

“A gente não ficou satisfeito com o empate com o América e agora precisamos vencer. Independentemente das dificuldades, vamos lá para buscar três pontos. E depois teremos tempo para pensar e nos preparar para a estreia na Libertadores”, diz

Além de bom retrospecto, os cruzeirenses têm boa lembrança de um jogo em especial contra a URT. Em 16 de março de 2003, o time celeste goleou por 4 a 0, no Zama Maciel, e se sagrou campeão mineiro, o primeiro título do ano mágico que terminou com as conquistas também da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro, no que se convencionou chamar de Tríplice Coroa.

Agora, o Cruzeiro pode assumir a liderança do Estadual. Mas para isso, além de vencer, a equipe precisará torcer por tropeços de América e Atlético diante de Boa e Villa Nova, respectivamente. A vantagem é que os dois rivais jogam às 17h e a Raposa já entrará em campo sabendo dos resultados.

FORMAÇÃO Para o jogo de domingo, Mano Menezes seguirá sem contar com o armador Thiago Neves, que ainda se recupera de lesão muscular na panturrilha direita. Assim, deve manter o trio de armadores com Robinho, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel, que começaram jogando o clássico com Coelho. Na zaga, ele estuda escalar Murilo ao lado de Dedé. O camisa 26 não poderá atuar na estreia na Libertadores por estar suspenso e poderia até ficar fora no domingo, mas, no treino de ontem, o treinador preferiu poupar Leo, visando justamente ao jogo com o Huracán-ARG.

 

 

ENQUANTO ISSO...
...Brincadeira vira ação social

Primeiro, um vídeo publicado pelo lateral-esquerdo Egídio durante as férias viralizou nas redes sociais, virou piada e até música. Agora, a brincadeira se torna ação social das mais sérias. Com o apoio também do atacante Fred e do zagueiro Leo, uma marca de roupas lançou camiseta com a estampa “Piscininha, amor!”, cujas vendas serão revertidas em alimento para quem precisa. Cada peça vendida a R$ 89 – pela internet ou em lojas físicas –  será revertida em 10 pratos de comida para pessoas carentes. “Contamos com todos para transformar o Brasil em piscininha de amor ao próximo”, afirma Leo. Fábio, Rafael, Dedé, Henrique, Lucas Silva e Thiago Neves também participam da iniciativa. “Ajudar nunca é demais, então aceitei o convite do meu amigo Leo e, com o Egídio, estou apoiando a campanha completamente beneficente da Reserva”, declara Fred.


Publicidade