Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Para dar aquela moral

Mesmo com um jogador a menos desde o fim do primeiro tempo, Atlético vence o Flamengo com golaços e assume a vice-liderança do Brasileiro em partida marcada pela superação


postado em 19/05/2019 04:08

Cazares abriu o placar para o Galo no Horto, 'limpando' a defesa rubro-negra, e Chará garantiu o 2 a 1 num tirambaço sem ângulo(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Cazares abriu o placar para o Galo no Horto, 'limpando' a defesa rubro-negra, e Chará garantiu o 2 a 1 num tirambaço sem ângulo (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)



A torcida atleticana e Cazares vivem uma relação turbulenta. Na queda na fase de grupos da Libertadores e no título perdido do Mineiro, o equatoriano foi um dos alvos preferenciais da Massa, que cobrava mais comprometimento e seriedade do jogador. Mas o torcedor sabe a hora de dar um afago. E ontem, no retorno de Cazares aos titulares, os 13.606 alvinegros no Independência deram uma chance ao camisa 10, que retribuiu com um golaço, abrindo a vitória sobre o Flamengo por 2 a 1, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Não é exagero dizer que foi um triunfo heroico. O volante Elias foi expulso nos acréscimos do primeiro tempo por entrada dura em Renê, quando a partida estava empatada em 1 a 1. O técnico Rodrigo Santana soube reorganizar o time no intervalo, trocando Ricardo Oliveira por Adílson, e foi presenteado com um segundo golaço, de Chará, no primeiro minuto da etapa final. Com o Flamengo dominando 70% da posse de bola, o Galo se segurou como pôde e saiu com o triunfo que o levou à vice-liderança.

Com o resultado, o Atlético chegou à quarta vitória em cinco partidas, curiosamente, todas por 2 a 1. Com 12 pontos, está atrás apenas do Palmeiras, que foi a 13 com a goleada sobre o Santos. Hoje, o Galo pode ser ultrapassado somente pelo São Paulo, que tem 10, e recebe o Bahia.

“(O Cazares) é um cara que a gente tem que tomar cuidado, pois vem de lesão, um mês parado, tem que colocar aos poucos. É um jogador importante, desequilibra, acima da média. Tem que tomar cuidado, pois temos outras competições pela frente e ele será importante”, disse Rodrigo Santana, que elogiou a entrega do time em campo.

Vindo de derrota em casa para o Palmeiras, o Atlético precisava de um triunfo contra um rival de peso para recuperar a confiança. O retorno de Cazares era um trunfo, já que, com sua entrada, Luan ficaria menos sobrecarregado na armação. O equatoriano correspondeu. Aos 27min, Ricardo Oliveira pressionou Rodrigo Caio e a bola sobrou para Cazares, que deixou dois jogadores do Flamengo no chão antes de tocar no canto de Diego Alves. Mas a vantagem durou pouco. Aos 30min, Bruno Henrique empatou também com um belo gol, driblando dois e chutando de esquerda.

JOGO TÁTICO Sem Elias, expulso, Rodrigo Santana interpretou bem o jogo: tirou Ricardo Oliveira e fortaleceu a marcação pelos lados do campo, setor pelo qual o Flamengo levava perigo. E logo na volta do intervalo, veio o alívio de que o alvinegro mais precisava: Leo Duarte tentou cortar e Chará, sem ângulo, acertou um chute forte, sem chances para Diego Alves. Nos minutos finais, o Flamengo tentou com Vitinho, Rodrigo Caio, Lincoln e Renê, além de insistir nas bolas aéreas, mas brilhou a estrela de Victor.

O Atlético se prepara agora para enfrentar o Unión la Calera terça-feira, às 21h30, no Estádio Nicolás Chachuán, no Chile, pela Copa Sul-Americana.


ATLETICANA...
Homenagem a Beth Carvalho

Antes da partida contra o Flamengo, a torcida atleticana homenageou a cantora Beth Carvalho, que morreu aos 72 anos no fim do mês passado. A artista é considerada a madrinha alvinegra. Acompanhada da bateria da Galoucura, a mineira Aline Calixto cantou o clássico “Vou Festejar”. De autoria de Jorge Aragão, Dida e Neoci Dias, a música se tornou uma espécie de hino alternativo do Atlético.

 

 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO X FLAMENGO

Atlético: Victor; Patric, Réver (Leonardo Silva 46 do 1º), Igor Rabello e Guga; Zé Wellison, Elias, Luan, Cazares (Vinícius 24 do 2º), Chará; Ricardo Oliveira (Adílson, intervalo)
Técnico: Rodrigo Santana
Flamengo: Diego Alves; Pará, Leo Duarte (Vitinho 14 do 2º), Rodrigo Caio e Renê; Willian Arão e Arrascaeta (Lincoln 17 do 2º); Everton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabriel (Berrío 31 do 2º)
Técnico: Abel Braga
5ª rodada da Série A do Brasileiro
Estádio: Independência
Gols: Cazares 27, Bruno Henrique 30 do 1º; Chará 1 do 2°
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Árbitro de vídeo: Adriano Milczvski (PR)
Cartão amarelo: Hugo Moura, Luan, Leonardo Silva, Victor
Cartão vermelho: Elias
Público: 13.616
Renda: R$ 501.165
Próximos jogos: Grêmio (f), CSA (c) e Santos (f)

 


Líder, Palmeiras massacra Santos

Líder isolado do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras confirmou ontem a boa fase e goleou o Santos por 4 a 0, no Pacaembu. Dono do melhor ataque e da melhor defesa da competição, o Verdão agora acumula 28 jogos de invencibilidade, se computada a temporada do Nacional de 2018. Gómez, Deyverson, Raphael e Hyoran marcaram os gols.

Em ascensão, o São Paulo, que pode tomar a vice-liderança do Atlético, recebe o Bahia, no Morumbi. Um dos responsáveis pela evolução da equipe está no gol. Três anos depois da aposentadoria de Rogério Ceni, o tricolor, enfim, tem um goleiro com a confiança da maioria dos torcedores: Tiago Volpi, a quinta tentativa desde a saída do ídolo.

Em busca da primeira vitória, o Vasco enfrenta o Avaí, em São Januário, no Rio de Janeiro, pela quinta rodada, com uma atração no banco de reservas: Vanderlei Luxemburgo está de volta ao futebol após um ano e meio sem dirigir uma equipe – a última foi o Sport. Será o duelo do lanterna com o vice-lanterna. A missão do treinador não é das mais fáceis. O Vasco tem apenas um empate, três derrotas e saldo de sete gols negativos.

Outra equipe que vive momento difícil na temporada é o Corinthians, que terá duelo complicado contra o Athletico, na Arena da Baixada. O time vem de dois empates consecutivos na competição, e na quarta-feira perdeu para o Flamengo por 1 a 0 no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Os resultados pressionaram especialmente o setor ofensivo.

Outros jogos: Internacional x CSA, Chapecoense x Fortaleza e Ceará x Grêmio.


Publicidade