Publicidade

Estado de Minas SÉRIE A

Galo ''demite'' Doménec no Flamengo

Técnico do Flamengo cai depois de levar goleada de 4 a 0 do Atlético. Equipe alvinegra conta com Sasha em bom momento e a chegada do atacante Vargas


10/11/2020 04:00 - atualizado 10/11/2020 08:49

Chileno fez exames físicos e treinou ontem com o grupo, no início da preparação para o confronto com o Corinthians, no sábado(foto: Bruno Carlini/Agência Galo/Atlético)
Chileno fez exames físicos e treinou ontem com o grupo, no início da preparação para o confronto com o Corinthians, no sábado (foto: Bruno Carlini/Agência Galo/Atlético)

A goleada sofrida para o Atlético por 4 a 0, domingo, no Mineiãro, foi a gota d'água para que a diretoria do Flamengo demitisse o técnico espanhol Doménec Torrent.

O anúncio da saída do comandante de 58 anos ocorreu depois de reunião com a cúpula ontem à tarde, no Rio. Ele havia comandado atividade no CT Ninho do Urubu no período da manhã.

Rogério Ceni aceitou convite do Flamengo e viajou para o Rio de Janeiro para acertar os detalhes do contrato. A informação foi confirmada no Twitter do Fortaleza. “Rogério Ceni não é mais treinador do Fortaleza.”, publicou o clube.

Dome foi anunciado pelo Flamengo em julho como substituto de Jorge Jesus, que aceitou proposta do Benfica. De lá para cá, foram 26 jogos, com 15 vitórias, cinco empates e seis derrotas – aproveitamento de 63,8%. Sob comando do ex-auxiliar de Guardiola, os rubro-negros fizeram 42 gols e sofreram 36. As críticas vinham se acentuando nas últimas semanas depois do fraco desempenho defensivo. Pela Libertadores, o Fla foi goleado por 5 a 0 pelo Independiente del Valle, em Quito, com uma série de falhas coletivas da defesa. Há pouco mais de uma semana, o rubro-negro foi novamente goleado, desta vez pelo São Paulo (4 a 1), pelo Campeonato Brasileiro.


Outro concorrente do Atlético ao título brasileiro também trocou de treinador. O Internacional se aproximou de acordo com o técnico Abel Braga para ocupar o lugar de Eduardo Coudet, que aceitou proposta do Celta de Vigo, da Espanha. Coudet deixa o Inter na liderança do Campeonato Brasileiro e classificado às oitavas de final da Libertadores e quartas da Copa do Brasil – encara o América, amanhã, às 21h30, no Beira-Rio. Em 46 jogos, soma 24 vitórias, 13 empates e nove derrotas, com aproveitamento de 61,5%.

Tranquilidade

No pelotão que lidera a Série A do Brasileiro, o Atlético está em lua de mel com o argentino Jorge Sampaoli. Com a goleada sobre o Flamengo, o alvinegro recuperou o posto de melhor ataque da competição nacional, com 35 gols. O artilheiro da equipe é o atacante Keno, que também deixou sua marca contra o rubro-negro e chegou aos nove na Série A – o camisa 11 obteve dois hat-trick nas vitórias contra Atlético-GO (4 a 3) e Grêmio (3 a 1). Com um jogo a menos, o Galo é o vice-líder do Brasileiro, um ponto atrás do Internacional e com a mesma pontuação do Flamengo, mas com mais vitórias.

Com postura agressiva no mercado desde a chegada de Sampaoli, o Atlético encerrou o ciclo de contratações em 2020 com a chegada do atacante chileno Eduardo Vargas, de 30 anos, que já fez exames físicos e começou a treinar na Cidade do Galo. Mas é outro Eduardo que ganhou novo prestígio com o badalado treinador argentino. Autor de um dos gols na vitória expressiva de domingo sobre o Flamengo por 4 a 0, Sasha aumentou sua confiança depois de início pouco empolgante com a camisa alvinegra e vê com bons olhos a briga pela vaga de titular na frente.

Indicado por Sampaoli, que o dirigiu no ano passado no Santos, o atacante tirou um peso das costas. Afinal, não marcava há cinco partidas, desde a derrota para o Fortaleza por 2 a 1, no Castelão, em 7 de outubro. Por causa do momento desfavorável dos atacantes – Marrony também viveu fase ruim –, Sampaoli pediu imediatamente à diretoria a vinda de Vargas, com quem trabalhou no Universidad de Chile em 2011 e na própria Seleção Chilena.

Para Sasha, a chegada de Vargas faz aumentar o poderio ofensivo alvinegro no Campeonato Brasileiro: “Fico feliz de um jogador com o nível do Vargas chegar ao Atlético. Quem ganha é o grupo. É um jogador de extrema qualidade, que vem para somar, assim como todos que estão aqui. A luta sadia entre a gente sempre ocorre. Vamos estar nesta disputa no dia a dia para ver quem está melhor”.

Sasha entende que a equipe precisa continuar trabalhando com força para atingir seus objetivos: “Voltar a vencer, ainda mais da forma como foi contra um adversário direito, faz trazer novamente a confiança para engatarmos uma boa sequência de resultados positivos. Precisamos continuar trabalhando que os gols vão acontecer naturalmente”.

Rodada

O Atlético só volta a campo no sábado, às 19h, diante do Corinthians, em São Paulo. Jorge Sampaoli aproveitará o tempo para dar ainda mais lastro ao time titular. O volante Jair, que sofreu lesão no músculo adutor da coxa direita, continua o tratamento e segue de fora. Já o armador Nathan, com edema no posterior da coxa esquerda, será reavaliado pelos médicos e tem chance de voltar.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade