Publicidade

Estado de Minas SÉRIE B

Cruzeiro enfrenta o lanterna Oeste-SP, na Arena Barueri, com a obrigação de vencer

O time celeste despencou para a 19ª posição na classificação e vê as chances de acesso diminuírem cada vez mais


10/10/2020 21:32 - atualizado 10/10/2020 21:51

O atacante Sassá será titular pelo terceiro jogo seguido e acredita que voltará a marcar gols a partir de hoje(foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro )
O atacante Sassá será titular pelo terceiro jogo seguido e acredita que voltará a marcar gols a partir de hoje (foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro )


Nem o mais pessimista torcedor do Cruzeiro imaginaria ver a equipe – que tem títulos importantes em sua história – em situação desesperadora no seu primeiro ano na Série B do Brasileiro. A derrota por 2 a 1 para o Sampaio Corrêa, no Mineirão, abalou ainda mais o ambiente na equipe, que volta a campo hoje diante do lanterna, Oeste-SP, às 16h, na Arena Barueri, no duelo que envolve os últimos colocados da competição. Somente uma vitória amenizaria o caos em que vive o clube, num momento que deveria ser de reconstrução, depois de dias difíceis no ano passado.
A equipe entra em campo cada vez mais pressionada pelos resultados negativos e pela queda na classificação. Com a vitória do Guarani sobre o CRB por 3 a 1, ontem, no Brinco de Ouro, o time de Ney Franco despencou para o 19º lugar, com 11 pontos em 14 jogos – aproveitamento de 40,5%. Os mineiros começaram a competição com seis pontos a menos em virtude da punição da Fifa pelo não pagamento da dívida referente ao empréstimo do volante Denílson.

Para amenizar a crise, a Raposa optou por se afastar de BH e concluiu sua preparação em Atibaia, que fica a cerca de 100 quilômetros da cidade onde será a partida. Dessa forma, jogadores e comissão técnica ficaram blindados de possíveis protestos e invasão de integrantes de torcidas organizadas à Toca da Raposa II, como ocorreu no início da semana.

“Nos últimos jogos, infelizmente, não saímos com a vitória. Mas temos que continuar trabalhando e confiando que as coisas vão dar certo. Treinamos bem e temos um jogo muito importante. Esperamos fazer grande jogo e sair com os três pontos. Temos que acreditar que as coisas vão virar e dar certo”, afirma o atacante Sassá, que será titular da equipe pelo terceiro jogo seguido, já que Marcelo Moreno está servindo à Seleção Boliviana nas Eliminatórias Sul-Americanas.

Sassá marcou pela última vez em 19 de agosto, quando ainda defendia o Coritiba. Dispensado pelo clube paranaense depois de participar de uma festa com aglomeração em Curitiba, ele ganhou nova chance na Raposa. “Estou bem fisicamente e podendo me doar mais. Tenho que me esforçar para que os gols voltem a sair. Se Deus quiser, voltarei a marcar já no domingo”, avisa o atacante, que tem contrato com o clube até dezembro de 2021.

Desde a chegada de Ney Franco, o Cruzeiro venceu o Vitória (1 a 0) e a Ponte Preta (3 a 0), ambos no Mineirão. Porém, acumulou tropeços contra CSA (3 a 1) e Cuiabá, fora de casa, e diante do Avaí (1 a 0), em Belo Horizonte. Com a gangorra de resultados, as chances de acesso à elite são remotas. Segundo o site Probabilidades do Futebol, do Departamento de Matemática da UFMG, a equipe precisaria ter aproveitamento de campeão (cerca de 70% dos pontos disputados) para voltar à Série A – atualmente, as probabilidades seriam de 2%. “Temos um elenco com qualidade para jogar a Série B melhor do que estamos até agora. Para conseguir os resultados positivos, temos que jogar no nível em que atuamos contra a Ponte Preta”, afirma Ney Franco, campeão da Série B com o Coritiba em 2010 e responsável pelo acesso do Goiás à elite em 2018.

Além de Marcelo Moreno, o Cruzeiro não contará com o lateral-esquerdo Matheus Pereira e o zagueiro Paulo, que testaram positivo para o coronavírus. O lateral-direito Raúl Cáceres, o zagueiro Leo, o volante Jean, os armadores Marco Antônio e Marquinhos Gabriel, e o atacante Stênio estão machucados. Já o volante Ariel Cabral e o atacante Roberson ficaram fora da delegação por opção técnica. As novidades entre os convocados são o volante Adriano e o atacante Welinton.

Ano desastroso

Diferentemente dos anos anteriores, o projeto do Oeste-SP não emplacou. Em situação perigosa na Série B do Brasileiro, o rubro-negro foi rebaixado à Série A-2 do Campeonato Paulista recentemente. Os maus resultados custaram o emprego do técnico Renan Freitas, que, curiosamente, é filho do proprietário e diretor de Futebol do clube, Aparecido Freitas. Thiago Carpini, demitido recentemente do Guarani, herdou o posto, mas ainda não conseguiu tirar a equipe da zona de rebaixamento – foram cinco derrotas consecutivas nos últimos jogos. Diante do Cruzeiro, uma novidade pode ser o retorno do atacante Luan (ex-Cruzeiro e América), que estava no Departamento Médico. O volante Nilton, que também foi bicampeão brasileiro pela Raposa em 2013 e 2014, deve ficar como opção de banco.

FICHA TÉCNICA
 
Oeste-SP x Cruzeiro

 
Oeste-SP: Luiz; Éder Sciola, Renan Fonseca, Cartano e Gustavo Salomão; Yuri, Betinho, Marlon, Mazinho e Luan; Welliton
Técnico: Thiago Carpini

Cruzeiro: Fábio; Daniel Guedes, Manoel, Cacá e Giovanni (Rafael Luiz); Henrique, Filipe Machado, Airton, Régis e Arthur Caíke; Sassá
Técnico: Ney Franco

15ª rodada da Série B do Brasileiro
Estádio: Arena Barueri
Horário: 16h
Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO)
Assistentes: Natal da Silva Ramos Júnior e Fernando Gomes da Silva (TO)
TV: Globo

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade