UAI
Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2022

Alckmin sobre intolerância política: 'O Brasil precisa mudar'

Ex-governador de São Paulo e vice do pré-candidato Lula relembrou os recentes ataques ao partido e afirmou que a intolerância política no país precisa acabar


13/07/2022 11:06 - atualizado 13/07/2022 16:19

Lula, Alckmin e outros líderes de partidos aliados
Reprodução/Ricardo Stuckert (foto: Grande ato Vamos Juntos Pelo Brasil em Brasília, com a presença de Geraldo Alckmin e líderes de partidos aliados)
O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB), vice do pré-candidato à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT),  disparou críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e avaliou que o "Brasil precisa mudar" e acabar com os atos de intolerância política. A declaração ocorreu durante evento de pré-campanha em Brasília, nessa terça-feira (12/7).

Durante o discurso, Alckmin alegou que Bolsonaro não desconfia do processo eleitoral, mas que tem medo do povo porque "sabe que não merece o voto para um segundo mandato". O ex-governador de São Paulo também reafirmou que ele e Lula irão "mudar o Brasil". 

"Quando uma pessoa invade uma festa de aniversário e mata outra por intolerância política. Quando com drone joga um veneno sobre o povo. Quando atiram bomba na multidão como foi na multidão do Rio de Janeiro, o Brasil precisa mudar", disse o ex-governador, ao relembrar recentes atentados políticos ao Partido dos Trabalhadores (PT). 


Durante o discurso, Alckmin alegou que Bolsonaro não desconfia do processo eleitoral, mas que tem medo do povo porque "sabe que não merece o voto para um segundo mandato". O ex-governador de São Paulo também reafirmou que ele e Lula irão "mudar o Brasil".

https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2022/07/13/interna_politica,1379872/alckmin-sobre-intolerancia-politica-o-brasil-precisa-mudar.shtml

"Quando uma pessoa invade uma festa de aniversário e mata outra por intolerância política. Quando com drone joga um veneno sobre o povo. Quando atiram bomba na multidão como foi na multidão do Rio de Janeiro, o Brasil precisa mudar", disse o ex-governador, ao relembrar recentes atentados políticos ao Partido dos Trabalhadores (PT).


SE INSCREVA EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE!

Siga o Portal UAI nas redes sociais:
Instagram - https://instagram.com/estadodeminas/
Twitter - https://twitter.com/em_com

#Alckmin #Lula #Intolerância #Eleições" />


Em dois atos públicos promovidos pelo partido, os participantes foram atacados com fezes. No último sábado (09/7), um guarda municipal, que era tesoureiro do PT, foi morto por um bolsonarista a tiros quando comemorava o aniversário.
 
 
"Não é possível continuar esse estado de coisa. Não à ditadura. Não ao ódio. Sim a paz. Sim ao amor. Não vão nos aterrorizar", prometeu Alckmin. 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade