UAI
Publicidade

Estado de Minas CÂMARA MUNICIPAL

'Corja de vagabundos', dispara vereador de Nova Era contra colega de Câmara

Parlamentares discutiram durante sessão ordinária na Câmara Municipal e clima ficou tenso


06/07/2022 10:16 - atualizado 07/07/2022 07:50

Mesa diretora da câmara municipal de nova era
Parlamentares discutiam sobre o comportamento do Presidente da Câmara (foto: Reprodução/Câmara Municipal de Nova Era)
Dois vereadores de Nova Era, Região Central de Minas, discutiram durante uma sessão na Câmara Municipal, na última segunda-feira (4/7). A briga foi registrada na transmissão da Reunião Ordinária do Legislativo local. 
 
 

No vídeo, o Presidente da Câmara, Roberto Bicalho (PDT), discute com o Vereador Mattheus Leão (PT) ao ser questionado sobre o seu comportamento na Câmara Municipal. Durante a reunião, o parlamentar pedia seriedade e respeito aos funcionários da casa e aos vereadores presentes, quando foi atacado com diversas ofensas. 

'Você vai dar lição moral e ética na sua corja de vagabundos, tá? O senhor tinha que pregar era lição de ética e moral. O senhor não tem. O senhor pode ler o regimento e mostrar. O senhor vai dar lição de moral às suas negas", disse Bicalho.

Em meio à discussão, Leão tentava respondê-lo, mas era frequentemente interrompido pelo presidente da Câmara. "É importante que a comunidade nova-erense...", dizia, quando foi interrompido. "É importante sim, saber quem é o senhor", disparou Bicalho. 

Os outros parlamentares presentes na reunião pediam calma entre os vereadores, mas Bicalho continuava a disparar gritos e interromper o vereador Leão. "Uma falta de respeito muito grande. É o que somos obrigados a viver diariamente, mas é isso, 31 de dezembro está chegando", disse Leão referindo-se ao fim do mandato do presidente da Câmara.

"Enquanto eu tiver como vereador, eu carrego caráter, honestidade, o que o senhor não tem", respondeu Bicalho.  

Nas redes sociais, o comportamento de Bicalho foi criticado por internautas. "Onde iremos parar com um presidente sem noção, não respeita os companheiros de plenário, uma vez que essa casa é para aprovar projetos etc. Mas a cada reunião se transforma em ofensas aos seus amigos vereadores.", escreveu um internauta.
 

Não ao racismo

Em contato com o vereador Mattheus Leão, o parlamentar afirmou que irá atuar contra o compartamento racista do presidente da Câmara. "Nossos advogados estão analisando os próximos passados a serem dados", pontuou Leão. "Não é porque temos mandato que estamos autorizados a atacar a honra ou proferir termos preconceituosos. Ninguém está acima da Lei", completou.  

 

 

O órgão municipal não se pronunciou sobre o ocorrido.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade