UAI
Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2022

Petistas fazem petição contra Alckmin: 'Golpista neoliberal'

O documento, organizado por Daniel Kenzo, que comanda o diretório petista no Butantã, aponta que a imagem de Alckmin pode comprometer a campanha de Lula


17/01/2022 15:29 - atualizado 17/01/2022 15:43

Geraldo Alckmin e Lula apertam mãos
Geraldo Alckmin e Lula se encontraram no ano passado em um jantar (foto: Redes Sociais/Reprodução)
Alguns filiados do Partido dos Trabalhadores (PT) lançaram uma petição contra a possibilidade do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (sem partido) ser vice na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições deste ano. A aliança entre os dois vem tomando forma desde o ano passado.

O documento, organizado por Daniel Kenzo, que comanda o diretório petista no Butantã, Zona Oeste de São Paulo, aponta que a imagem de Alckmin pode comprometer a campanha de Lula.

“Absolutamente nada indica que entregar a vice a um golpista neoliberal seja necessário para ganhar as eleições”, diz o texto.

O texto também compara o antigo tucano ao ex-presidente Michel Temer (MDB), que foi vice da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), e cita as ações de Alckmin durante o governo de São Paulo.
 
“Considerando os atos cometidos nos governos de Alckmin contra os trabalhadores em geral, contra os servidores públicos, contra a saúde e a educação, contra a segurança pública, contra negros e negras, contra jovens e estudantes, contra os moradores da periferia, contra o meio ambiente”, diz.
 
Os petistas também dizem que, caso Alckmin seja o vice, Lula pode correr risco de vida.
 

Confira a petição:

“Considerando a necessidade de eleger Lula.
Considerando a necessidade do governo Lula dar início a transformações profundas no Brasil.
Considerando que estas transformações vão enfrentar a oposição do bolsonarismo, do lavajatismo e do neoliberalismo.
Considerando que estas três forças reacionárias deram um golpe em 2016.
Considerando que estas três forças reacionárias participaram e aplaudiram e se beneficiaram da condenação, da prisão e da interdição de Lula em 2018.
Considerando que estas três forças reacionárias se aliaram para eleger Bolsonaro e apoiam o núcleo de seu programa de governo.
Considerando o papel estratégico do então vice-presidente Michel Temer em toda esta operação.
Considerando que Geraldo Alckmin participou e apoiou publicamente toda esta operação golpista e neoliberal.
Considerando que Geraldo Alckmin tem uma longa trajetória de combate às posições nacionais, democráticas, populares e desenvolvimentistas.
Considerando os atos cometidos nos governos de Alckmin contra os trabalhadores em geral, contra os servidores públicos, contra a saúde e a educação, contra a segurança pública, contra negros e negras, contra jovens e estudantes, contra os moradores da periferia, contra o meio ambiente.
Considerando que devemos zelar pela vida do companheiro Lula.
Considerando, finalmente, que absolutamente nada indica que entregar a vice a um golpista neoliberal seja necessário para ganhar as eleições.
Considerando tudo isto, nós abaixo assinados, filiados e simpatizantes do PT, cidadãos e cidadãs que vamos eleger Lula em 2022, demandamos ao Diretório Nacional do PT que:
1) Informe ao país que a decisão sobre a vice será tomada pelo Partido, em encontro nacional, nos prazos previstos em lei e seguindo as determinações do estatuto do PT;
2) Informe ao país que a vice de Lula será uma mulher ou um homem comprometido com o programa de reconstrução e transformação, pessoa de total confiança política e sem nenhum vínculo com o golpismo e o neoliberalismo, sob qualquer de suas formas.”


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade