UAI
Publicidade

Estado de Minas EVENTO

Bolsonaro: Na minha cadeira, não tem comunista, socialista e ladrão sentado

Presidente esteve em Minas Gerais para liberar recursos para o metrô de Belo Horizonte e para o Centro Nacional de Vacinas, em parceria com a UFMG


30/09/2021 13:03 - atualizado 30/09/2021 16:30

Bolsonaro esteve acompanhado do governador Romeu Zema e de vários deputados e ministros
Bolsonaro esteve acompanhado do governador Romeu Zema e de vários deputados e ministros (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comemorou nesta quinta-feira (30/9) em Minas Gerais os 1.000 dias de governo. No evento que marcou a  liberação de recursos para o metrô de Belo Horizonte  e para o Centro Nacional de Vacinas, em parceria com a UFMG, ele atacou a esquerda e disse que seu governo não tem corrupção.
 

“Na minha cadeira presidencial, não tem um comunista, socialista e ladrão sentado nela. São 1000 dias sem corrupção”, disse o presidente, sendo aplaudido pelos apoiadores na Cidade Administrativa. 
 
 
 
Pode ter corrupção? Pode. Mas se ocorrer, não será com a participação do governo federal. E se ocorrer, vamos atrás da responsabilização da pessoa que cometeu esse ato de corrupção. Não é virtude, é obrigação”.
 
"Imaginem se naquela minha cadeira que ocupo temporariamente estivesse aquele foi o segundo lugar nas eleições de 2018. Como estaria o Brasil?", questionou o presidente, que durante o discurso foi ofendido por uma manifestante.
 
O evento também contou com a presença do governador Romeu Zema (Novo). O prefeito de BH, Alexandre Kalil (PSD), não compareceu à cerimônia.
  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade