UAI
Publicidade

Estado de Minas ÚLTIMOS DIAS DE CPI

'Relatório final da CPI da COVID será devastador', diz Randolfe Rodrigues

Para o senador, comissão não acaba depois do documento. 'Ainda temos que lutar para que os responsáveis sejam punidos', apontou


24/09/2021 15:38 - atualizado 24/09/2021 16:00

Renan Calheiros e Randolfe Rodrigues
Renan Calheiros e Randolfe Rodrigues (foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
O vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou, durante entrevista à GloboNews , nesta sexta-feira (24/09), que o relatório de Renan Calheiros (MDB-AL) será “devastador”.

  
“O papel dos governistas na CPI será de tumultuar para desviar a atenção do relatório final. O relatório será devastador, não tem como, não ser apontado por essa CPI, que vai entrar na história, a maior quantidade de crimes cometidos por agentes públicos e agentes privados”, disse.


Durante a entrevista, Randolfe afirmou que o Brasil ficou “mais de um ano mergulhado no negacionismo”. 

O senador citou também os casos da Prevent Senior, suspeita de manipular prontuários médicos e aplicar remédios sem comprovação científica sem o conhecimento dos pacientes, o lobby do empresário Luciano Hang dentro do Ministério da Saúde e ainda relembrou que a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, se vacinou nos Estados Unidos.
 

O que é uma CPI?

As comissões parlamentares de inquérito (CPIs) são instrumentos usados por integrantes do Poder Legislativo (vereadores, deputados estaduais, deputados federais e senadores) para investigar fato determinado de grande relevância ligado à vida econômica, social ou legal do país, de um estado ou de um município. Embora tenham poderes de Justiça e uma série de prerrogativas, comitês do tipo não podem estabelecer condenações a pessoas.

Leia também:  Entenda como funciona uma CPI


O que a CPI da COVID investiga?

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade