Publicidade

Estado de Minas REPRESSÃO

Vereador de Curitiba é detido após manifestação contra Bolsonaro

Ele relatou nas redes sociais que tudo começou quando um apoiador do presidente se irritou por ele estar de megafone gritando 'Fora, Bolsonaro'


23/07/2021 21:13 - atualizado 23/07/2021 21:33

No vídeo compartilhado pelo vereador Renato Freitas (PT), a Guarda Municipal de Curitiba aparece imobilizando-o no chão(foto: Reprodução de Internet)
No vídeo compartilhado pelo vereador Renato Freitas (PT), a Guarda Municipal de Curitiba aparece imobilizando-o no chão (foto: Reprodução de Internet)
O vereador curitibano Renato Freitas (PT) foi preso nesta sexta-feira (23/7) após manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Nas redes sociais, ele compartilhou vídeo do momento em que era detido pela Guarda Municipal de Curitiba. Ele foi encaminhado para a Central de Flagrantes.


A confusão teve início, segundo o vereador, quando ele manifestava pacificamente com um megafone contra Bolsonaro, convocando as pessoas para participarem dos protestos que vão ocorrer pelo Brasil neste sábado (24/7).

Um apoiador do presidente se irritou com a situação e partiu para agressão.

“Ele voou para cima de mim para tomar meu megafone. Eu recuei e ele me deu um chute. Daí falei 'aqui não'. Ele veio para cima querendo me agredir, quando eu bati com o megafone nele num ato de defesa. Ficou mais possesso e eu tentando ir para trás. Ele chamou a Guarda Municipal”, relatou Renato, nas redes sociais.

As imagens mostram Renato algemado, no chão, sendo arrastado por policiais e colocado no porta-malas da viatura. Os agentes da Guarda Municipal quiseram levá-lo à delegacia para prestar depoimento.

Ele argumentou ter sido a vítima da agressão e pediu para os agentes aguardarem a chegada de duas pessoas integrantes do seu gabinete para ir até à delegacia.

Os guardas municipais então o levaram detido.

Em nota, o Partido dos Trabalhadores de Curitiba se manifestou sobre a situação:

“O PT Curitiba e o PT Paraná repudiam veementemente mais uma ação irregular e preconceituosa das forças de segurança pública contra o vereador do PT em Curitiba, Renato Freitas, que está nesse momento detido no 8º Distrito Policial de Curitiba, no Bairro Portão.

Até quando vamos sofrer tamanha humilhação e violência?

A prisão ocorreu enquanto Renato participava da atividade de convocação, na Praça Rui Barbosa, para o ato Fora Bolsonaro que acontece amanhã, 24 de julho. Ele foi detido pela Guarda Municipal de Curitiba por discursar contra Bolsonaro no megafone e pedir fim ao seu desgoverno.

Até quando esse regime de exceção vai existir? Basta!

O Partido dos Trabalhadores já está tomando todas as medidas para que mais essa injustiça contra o Renato seja desfeita o mais rápido possível.”

Pela segunda vez

Esta é a segunda vez que o vereador é detido em um período de dois meses.

Em 4 de junho, Renato Freitas foi preso enquanto praticava atividades físicas em uma praça de Curitiba. Ele afirmou na ocasião que a prisão foi motivada por racismo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade