Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES

Datafolha: Lula amplia vantagem sobre Bolsonaro no 1º turno e tem 46% a 25%

No segundo turno, petista aparece com 58% das intenções de voto, contra 31% do atual presidente


09/07/2021 15:33 - atualizado 09/07/2021 16:57

Lula ampliou vantagem contra Bolsonaro nas eleições de 2022(foto: AFP)
Lula ampliou vantagem contra Bolsonaro nas eleições de 2022 (foto: AFP)
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ampliou a vantagem sobre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas intenções de voto para as eleições 2022, segundo uma pesquisa divulgada nesta sexta-feira (9/7) pelo instituto Datafolha.

No levantamento estimulado – quando são apresentados os possíveis candidatos ao eleitor –, Lula lidera a corrida no primeiro turno, com 46% das intenções. Bolsonaro aparece com 25%.

Em um dos cenários, o Datafolha substitui João Doria pelo governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, ambos do PSDB. 

No primeiro cenário, Ciro Gomes (PDT) aparece com 8%, João Doria (PSDB), com 5% e Luiz Henrique Mandetta (DEM), com 4%. Brancos, nulos e nenhum desses somam 10%, e 2% não souberam responder.

No segundo cenário, Ciro tem 9%, Mandetta, 5%, e Eduardo Leite, 3%.

O levantamento foi feito entre os dias 7 e 8 de julho, e foram entrevistadas 2.074 eleitores. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.  

Já no segundo turno, o petista tem a preferência de 58% do eleitorado, enquanto Bolsonaro aparece com 31%. Na pesquisa anterior, feita nos dias 11 e 12 de maio, Lula tinha 55% contra 32%.

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, Lula mantém a dianteira. O petista é citado por 26% dos eleitores, enquanto Bolsonaro é lembrado por 19%. Ciro tem 2%, mesmo número do total de outros candidatos somados. Já 42% não souberam citar espontaneamente nenhum candidato. 

Rejeição

Seguindo a tendência de proporção de brasileiros que rejeitam o presidente Jair Bolsonaro- pouco mais da metade da população (51%) -, pesquisa Datafolha mostra que 59% da população não votaria no atual chefe do Executivo. Esse índice era de 54% no levantamento anterior, feito entre 11 e 12 de maio.

Em uma análise da rejeição eleitoral dos adversários políticos do presidente, levantamento mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o governador paulista, João Doria (PSDB), ficam empatados em 37% de rejeição. Na sequência, vem Ciro Gomes, do PDT, com 31%, e o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, do DEM, com 23%.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade