UAI
Publicidade

Estado de Minas DEVOLUÇÃO DE SALÁRIO

Ex-cunhada indica envolvimento de Bolsonaro em rachadinha; advogado nega

Áudios obtidos e divulgados pelo UOL dizem respeito ao período em que Bolsonaro era deputado federal


05/07/2021 10:02 - atualizado 05/07/2021 15:17

Advogado de Bolsonaro negou qualquer irregularidade do presidente enquanto era deputado(foto: Alan Santos/Presidência da República)
Advogado de Bolsonaro negou qualquer irregularidade do presidente enquanto era deputado (foto: Alan Santos/Presidência da República)
Um áudio obtido e divulgado pelo UOL nesta segunda-feira (5/7) indica o envolvimento de Jair Bolsonaro (sem partido), atual presidente da República, em um esquema de rachadinha enquanto era deputado federal. O governante ocupou o cargo de 1991 a 2018, ano em que se elegeu para a Presidência da República.

No áudio divulgado, Andrea Siqueira Valle, irmã da ex-mulher de Bolsonaro, Ana Cristina Valle, diz que o então deputado demitiu o irmão e então cunhado, André Siqueira Valle, pois ele não seguia com o esquema de rachadinha no gabinete. Andrea foi uma das assessoras parlamentares do deputado Bolsonaro por oito anos.

“O André deu muito problema porque ele nunca devolveu o dinheiro certo que tinha que ser devolvido, entendeu? Tinha que devolver R$ 6.000, ele devolvia R$ 2.000, R$ 3.000. Foi um tempão assim até que o Jair pegou e falou: ‘Chega. Pode tirar ele porque ele nunca me devolve o dinheiro certo’”, diz Andrea em um dos trechos do áudio.

Em um segundo momento do áudio, Andrea cita Flávio Bolsonaro, um dos filhos de Jair Bolsonaro, deputado estadual de 2003 a 2018 e atualmente senador. A ex-cunhada do hoje presidente da República continua a abordar a rachadinha no gabinete do então deputado federal.

“Porque, assim, eu procurei a Cristina, o tio, liguei para o gabinete do Flávio para saber o que tinha que fazer, fiquei com medo de complicar as coisas para eles, ainda pensei neles. Na hora que eu estava aí fornecendo também e ele estava me ajudando, porque eu ficava com mil e pouco e ele ficava com sete mil reais, então assim, certo ou errado agora já foi, não tem jeito de voltar atrás”, completou.

O advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef, foi procurado pelo UOL e negou qualquer atitude ilícita por parte do atual presidente da República. “São narrativas de fatos inverídicos, inexistentes, jamais existiu qualquer esquema de rachadinha no gabinete do deputado Jair Bolsonaro ou de qualquer de seus filhos”, disse Wassef ao site de notícias.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade