Publicidade

Estado de Minas CÂMARA MUNICIPAL

Kalil diz que Nikolas Ferreira, vereador de BH, é 'criança mal-educada'

Prefeito, porém, ressaltou que pessoas de espectros ideológicos distintos podem conviver pacificamente


23/06/2021 18:00 - atualizado 24/06/2021 18:00

Prefeito de BH concedeu entrevista exclusiva ao Estado de Minas(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
Prefeito de BH concedeu entrevista exclusiva ao Estado de Minas (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
Alexandre Kalil (PSD), prefeito de Belo Horizonte, diz que as falas do vereador  Nikolas Ferreira , do PRTB não o afetam. Em maio, ao questionar o chefe do Executivo municipal sobre o fechamento de atividades comerciais por causa da COVID-19 , o parlamentar afirmou ter “pena” dos cidadãos governados pelo pessedista.

Em entrevista exclusiva ao Estado de Minas , Kalil afirmou não ficar preocupado com as alegações do vereador, integrante da “tropa de choque” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

“De criança mal-educada o Brasil tá assim (diz, fazendo sinal de um local cheio com as mãos)”. A declaração foi dada nessa terça-feira (22/6).

Segundo vereador em número de votos recebidos, Nikolas Ferreira foi escolhido por 29.388 cidadãos. Ele ficou atrás de Duda Salabert , do PDT, mulher transexual e professora, que recebeu 37.613 votos.

Recentemente, os dois travaram forte discussão no plenário da Câmara Municipal. Eles conversaram em tom ríspido sobre a utilização de máscaras nas dependência do Parlamento.

Para Kalil, posicionamentos políticos antagônicos não impedem a convivência harmônica entre pessoas.

“Tenho que ser coerente. Eles pensam diferente. Quem pensa diferente não é inimigo do outro. Dei exemplo, em uma entrevista, de Atlético e Cruzeiro Já pensou: ‘você é muito legal, bom caráter, honesto, correto, bom papo, bom companheiro de cerveja, mas é cruzeirense e não serve para ser meu amigo’? Chegamos nisso. Nikolas pensa do jeito dele; Duda pensa do jeito dela. E vida que segue. Isso é coerência de pensamento”, opinou.


Relembre


Kalil participou de sessão remota do Legislativo belo-horizontino para prestar contas. “Você não tem diálogo, planejamento, nem previsão para esta cidade. Eu tenho pena dos belo-horizontinos que têm o senhor como prefeito dessa cidade”, reclamou Nikolas, em determinado momento do encontro.

O prefeito respondeu: “Você, vereador, é o que fez a fake news com meu filho, não é isso? Primeiro, respeita meu filho, respeita minha família. Você não deve respeitar nem seu pai e sua mãe”, disse Kalil, completando: “Braveza de garoto a gente responde com palmada”.

O vereador de 25 anos confundiu o filho do prefeito com um empresário que estava em uma praia ao criticar as medidas de restrição do comércio.

“Eu acho que você devia sentar com seu pai, sua mãe, sentar com gente que ainda pode te dar conselho, aprender a respeitar um homem de 62 anos, eleito em primeiro turno, escolhido pela população”, acrescentou o chefe do Executivo municipal. Kalil seguiu alfinetando o vereador: “Da fake news a esse monte de agressões — e eu perdi completamente a conta — e essa falsa coragem de internauta pode amedrontar seus coleguinhas, seus amiguinhos – você deve jogar bolinha de gude – mas a mim, não.”

Nikolas reage


Pelo Twitter, nesta quinta-feira (24/6), Nikolas Ferreira reagiu e afirmou que a "falta de educação" apontada por Kalil é, na verdade, o simples ato de dizer "verdades". "É melhor eu ser um jovem que não tem nada para falar do meu trabalho a ser um velho que destruiu a capital mineira", rebateu.

Matéria atualizada às 17h56 de 24/6 com a reação de Nikolas Ferreira no Twitter.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade