Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2022

Bolsonaro insinua sobre 'chapa' de Lula e FHC: 'Ladrão' e 'vagabundo'

Presidente ironizou a aproximação entre Lula e FHC, dizendo que ambos já haviam formado chapa


21/05/2021 11:20 - atualizado 21/05/2021 12:42

Jair Bolsonaro durante evento em Açailândia, no Maranhão, nesta sexta-feira(foto: Isac Nóbrega/Presidência da República)
Jair Bolsonaro durante evento em Açailândia, no Maranhão, nesta sexta-feira (foto: Isac Nóbrega/Presidência da República)
O encontro formal entre os ex-presidentes da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que almoçaram e debateram ideias políticas durante a breve reunião em São Paulo na última semana, gerou repercussões na atual gestão do governo federal. Chefe do Executivo, Jair Bolsonaro (sem partido) insinuou em discurso nesta sexta-feira (21/5) que Lula é 'ladrão' e FHC 'vagabundo'.

“Falando em política, para o ano que vem já há uma chapa formada: um ladrão candidato a presidente e um vagabundo como vice”, afirmou Bolsonaro, em Açailândia, no Maranhão, onde esteve nesta manhã para um evento de entrega de títulos de propriedade rural.

A afirmação de Bolsonaro faz alusão às eleições gerais de 2022. A tendência é que Lula, que presidiu o Brasil entre 2003 e 2010, dispute o pleito e tenha como principal adversário o atual presidente da República. Chefe do Executivo de 1995 a 2002, FHC, por outro lado, não tem interesse em qualquer disputa.

O encontro entre Lula e FHC foi organizado por Nelson Jobim, que recebeu os ex-presidentes em casa. Jobim foi ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) de 1997 a 2006, presidente da Corte entre 2004 e 2006 e ministro da Defesa de 2007 a 2011.

“A convite do ex-ministro Nelson Jobim, o ex-presidente Lula e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso se reuniram para um almoço com muita democracia no cardápio. Os ex-presidentes tiveram uma longa conversa sobre o Brasil, sobre nossa democracia, e o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia”, divulgou a assessoria de Lula, que só informou sobre o encontro nesta sexta, com ao menos uma semana de atraso.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade