Publicidade

Estado de Minas ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE MINAS GERAIS

Arnaldo Silva deve tomar posse como deputado estadual de MG na terça (27)

Político do DEM decidiu aceitar compor a Assembleia no lugar do colega Luiz Humberto Carneiro, que faleceu vítima da COVID-19


23/04/2021 10:39 - atualizado 23/04/2021 11:49

Arnaldo Silva é o primeiro suplente de Luiz Humberto Carneiro na ALMG(foto: Clarissa Barçante/Assembleia Legislativa de Minas Gerais)
Arnaldo Silva é o primeiro suplente de Luiz Humberto Carneiro na ALMG (foto: Clarissa Barçante/Assembleia Legislativa de Minas Gerais)
A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) terá um novo deputado estadual a partir da semana que vem. Trata-se de Arnaldo Silva (DEM), que, após indecisão inicial, decidiu aceitar ocupar uma das 77 cadeiras da Casa no lugar do colega e parlamentar titular Luiz Humberto Carneiro (PSDB), vítima da COVID-19 no último sábado (17/4).

“Nós vamos assumir, dentro do âmbito de responsabilidade regional. Fiz uma consulta a todos que ajudaram na caminhada, ainda mais que caiu em uma situação muito desagradável, com a perda de um companheiro como o Luiz Humberto. Mas vamos estar assumindo, já comuniquei à Assembleia, e a posse deve ser na próxima terça-feira (27/04)”, afirmou Arnaldo, primeiro suplente do deputado do PSDB, em contato com o Estado de Minas.

Em dezembro do ano passado, Arnaldo Silva foi indicado para compor a diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A sugestão, contudo, precisa ser referendada pelo plenário do Senado Federal, o que não ocorreu.

A eleição de 2018 foi a última em que os partidos podiam formar chapas conjuntas para vagas de vereador, deputado estadual e federal. Desde o ano passado, as legendas precisam apresentar apenas candidatos “puro-sangue”.

No último pleito para a ALMG, Luiz Humberto obteve 50.341 votos e ficou com a última vaga da coligação. Arnaldo, por sua vez, foi escolhido por 47.711 cidadãos e não foi eleito, ficando como suplente.

No encontro realizado na tarde dessa quinta-feira (22/4), o cargo do tucano foi oficialmente dado como vago. A convocação do suplente será feita em até 48 horas. O limite para o suplente assumir é de até um mês.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade