Publicidade

Estado de Minas RECUSA

'É inaceitável furar fila', diz Dilma ao recusar convite para ser vacinada

Governador de São Paulo, João Doria, convidou a ex-presidente para receber a 1ª dose da CoronaVac, mas o convite foi negado


21/01/2021 20:09 - atualizado 21/01/2021 20:36

Segundo Dilma, ela receberia a vacina em Porto Alegre, cidade em que está morando(foto: Roberto Stuckert Filho)
Segundo Dilma, ela receberia a vacina em Porto Alegre, cidade em que está morando (foto: Roberto Stuckert Filho)
A ex-presidente Dilma Rousseff disse, nesta quinta-feira (21/01), que recusou o convite do governador de São Paulo, João Doria, para receber a 1ª dose da CoronaVac. Segundo Dilma, ela receberia a vacina em Porto Alegre, cidade em que está morando.

inaceitável "furar a fila", que deve ser estritamente respeitada por todos os brasileiros", afirmou. 

Doria já tinha convidado a ex-presidente para ser imunizada no fim do ano passado, em São Paulo, juntamente a outros ex-presidentes do país. Porém, nesse primeiro convite, Dilma teria recusado ir a São Paulo, mas aceitou receber a 1ª dose da vacina em Porto Alegre, de acordo com a sua assessoria.

 
A nota foi publicada em seu site oficial e, nela, Dilma agradece o convite. "Agradeço, mas, diante das circunstâncias, tenho o dever de recusar a oferta, por razões éticas e de justiça". A ex-presidente ainda alegou que  “o Plano Nacional de Vacinação deve ser respeitado e, se é certo que a vacinação já começou, não há montante de vacinas disponível para que eu, agora, seja beneficiada".

Dilma Rousseff fez questão de deixar bem claro que os profissionais da saúde e os idosos institucionalizados são prioridade e precisam receber a vacina nesta primeira etapa. Ela conclui dizendo que vai aguardar pacientemente a sua vez e que já está com o braço estendido para receber a CoronaVac.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade