UAI
Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Vereador indígena faz discurso em língua nativa em cerimônia de posse em MG

O vereador Geovani Bezerra Adilson (PSD), primeiro índigena Krenak a ocupar cargo público em Resplendor, conclamou os espíritos protetores durante a posse


02/01/2021 15:18 - atualizado 02/01/2021 17:37

Geovani tocou flauta ao fim de seu discurso. Sempre que um Krenak toca flauta, ele o faz para buscar sabedoria(foto: Reprodução/redes sociais)
Geovani tocou flauta ao fim de seu discurso. Sempre que um Krenak toca flauta, ele o faz para buscar sabedoria (foto: Reprodução/redes sociais)
O vereador Geovani Bezerra Adilson (PSD), de 35 anos, tomou posse nesta sexta-feira (1/12) na Câmara Municipal de Resplendor, no Leste de Minas, para o seu primeiro mandato, passando a ser o primeiro indígena oriundo do povo Krenak a exercer um cargo público em Resplendor. Com a ocasião era única e marcante para o seu povo, Geovani discursou no idioma Krenak.
 
 
Antes de iniciar o discurso, assovios e gritos para chamar os espíritos protetores "Marét". A performance pouco ortodoxa para um ocupante de tribuna em casa legislativa "pode ter causado espanto naqueles que ainda vivem as práticas colonialistas que existem dentro de espaços como a Câmara Municipal”, conforme pensa Douglas Krenak, irmão de Geovani.
 
E o discurso, que a maioria não entendeu, nem os poucos que estavam presente à solenidade ou os muitos assistiram pelas redes sociais, ao ser traduzido por Douglas, mostra que os Krenak procuram ocupar espaços que historicamente sempre lhes pertenceram.
 
Os gestos feitos com as mãos, pelo vereador Geovani, são seguidos de palavras que convocam os espíritos protetores “Marét” para a cerimônia de posse:  “Venham aqui, venham aqui! Nosso povo conseguiu o que os não-indígenas sempre disseram que não conseguiria. Somos fortes e vamos em frente. Essa terra já era nossa!”, disse o vereador, que depois tocou flauta, porque o povo Krekak sempre toca flautas para buscar a sabedoria.
 
Douglas Krenak explicou que o discurso de seu irmão tem um significado muito importante. “É muita coisa que está em jogo. São mais de 200 anos de colonialismo”, disse. Antes de tomar posse, Geovani disse que sua atuação na Câmara vai fortalecer a cultura de seu povo. E que muitos ainda não conhecem a cultura krenak e, por isso, o seu mandato servirá para mostrar quem eles são. "Com a força de Tupã e dos Marét, iremos lutar por nossa querida Resplendor", disse.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade