Publicidade

Estado de Minas MAIS AMENO

Bolsonaro muda tom sobre COVID-19 em pronunciamento de Natal

Posicionamento do presidente foi totalmente diferente do discurso de março, em que citou 'gripezinha', 'histeria' e 'histórico de atleta'


24/12/2020 20:38 - atualizado 24/12/2020 21:14

Presidente Jair Bolsonaro inovou e fez seu pronunciamento ao lado da primeira-dama Michelle(foto: Reprodução)
Presidente Jair Bolsonaro inovou e fez seu pronunciamento ao lado da primeira-dama Michelle (foto: Reprodução)

Aos poucos, o presidente Jair Bolsonaro vai mudando seu tom ao tratar da COVID-19. Depois de meses minimizando o potencial danoso da doença, em seu pronunciamento desta quinta-feira (24), véspera de Natal, ele afirmou que “trabalhadores tiveram que mudar suas rotinas e modo de viver” e que “a pandemia impactou todo o planeta, exigindo responsabilidade, coragem e esforço de todos os líderes mundiais”.

 

O discurso do presidente é totalmente diferente daquele apresentado em outro pronunciamento, no dia 24 de março, quando Bolsonaro disse que a pandemia estava sendo tratada como “histeria” pelos órgãos de imprensa. Na ocasião, ele ainda criticou governos municipais e estaduais por estarem adotando medidas de “terra arrasada” por fecharem escolas e comércio.


A fala de Bolsonaro naquele dia ficou marcada por ataques e falas famosas sobre a alegada “gripezinha, e seu “histórico de atleta”.


Nesta quinta-feira, o presidente se solidarizou com as famílias das 190 mil vítimas do coronavírus. Apesar de pedir a Deus um 2021 com “esperanças renovadas e fortalecidas”, o presidente da República não citou a vacina contra a COVID-19, item prioritário na lista de desejos da maioria dos brasileiros. Além de seguir sem respeitar o distanciamento social e sem usar máscara em seus compromissos oficiais e de lazer, Bolsonaro já declarou várias vezes que não irá se vacinar.


Ele ratificou que “saúde e economia caminham lado a lado” e destacou atos do governo durante a pandemia, como o auxílio emergencial (ao qual o Planalto foi, inicialmente, contrário), a ampliação de crédito para pequenos e microempresários e o custeio de parte de salário de trabalhadores da iniciativa privada.

 

Exaltou, também, a compra de equipamentos para combater a COVID-19 e parabenizou os profissionais da Saúde.

 

O presidente inovou e fez seu pronunciamento ao lado da primeira-dama Michelle Bolsonaro.


A primeira-dama também destacou o trabalho dos profissionais da Saúde e falou da “gratidão a todos que ajudaram na caminhada”. Michelle disse, ainda, que o Natal é época de refletir sobre nossas atitudes”.

Veja abaixo os vídeos dos diferentes pronunciamentos de Bolsonaro

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade