Publicidade

Estado de Minas MANIFESTAÇÃO

Bolsonaristas fazem protesto contra vacina obrigatória, em BH

O grupo se reuniu na manhã desta terça-feira (22/12), na Praça da Liberdade, para manifestar também contra o lockdown e os ministros do STF


22/12/2020 12:25 - atualizado 22/12/2020 13:47

Manifestantes bolsonaristas na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Manifestantes bolsonaristas na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Manifestantes pró-governo Bolsonaro tomaram a Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, na manhã desta terça-feira (22/12). A maioria sem máscara de proteção e com a bandeira do Brasil, eles se reuniram para promover a campanha à reeleição do presidente jair Bolsonaro (sem partido) para 2022, manifestar contra o lockdown e a vacina obrigatória.
 
 
Ver galeria . 8 Fotos Manifestação de bolsonaristas na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, nesta terça-feira (22/12)Leandro Couri/EM/D.A Press
Manifestação de bolsonaristas na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, nesta terça-feira (22/12) (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press )

Na mesma linha de pensamento do presidente e sem comprovações, o grupo fez declarações contra a vacina contra o novo coronavírus. “A vacina da Pfizer está dando falso positivo para HIV”, “a China tem que ser responsabilizada por este vírus, por esta doença” foram alguns gritos durante o protesto.

Além disso, eles pediram a prisão dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). "Exigimos respeito às leis, exigimos respeito ao devido processo legal, chega de rasgar a Constituição. Queremos que o presidente no Senado paute o impeachment dos ministros do Supremo", disse Caio Beloti, do Movimento Verdade Vida. 
 
Moradores da região manifestaram da janela de casa contra o movimento de bolsonaristas na rua(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Moradores da região manifestaram da janela de casa contra o movimento de bolsonaristas na rua (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Os manifestantes desceram para a porta da Prefeitura de Belo Horizonte. No caminho, várias pessoas apareceram da janela de casa para criticar o movimento, enquanto eles respondiam com gritos de "maconheiros" e "esse bando de maconheiros podem vacinar e virar jacaré".
 
Por fim, cantaram o hino Nacional e rezaram o 'Pai Nosso' para encerrar o protesto. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade