Publicidade

Estado de Minas VACINAÇÃO

Kalil na GloboNews: 'Se o governo não comprar vacina, é caso de guerra'

Prefeito de BH disse que tema não deve ser politizado; ele acredita que se governo federal se negar comprar uma vacina a questão pode chegar ao STF


02/12/2020 10:51 - atualizado 02/12/2020 12:36

(foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS)
(foto: Leandro Couri/EM/DA PRESS)
A politização pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em relação à vacina da COVID-19, foi criticada pelo prefeito reeleito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, em entrevista concedida à jornalista Andréia Sadi, na GloboNews, na manhã desta quarta-feira (02/12).

Kalil afirmou que, caso seja comprovada a eficácia de uma das vacinas, o governo federal não deixará de comprá-la. Ele fez referência 'à vacina do Instituto Butantan', uma das candidatas a serem distribuídas à população, denominada CoronaVac e desenvolvida em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Segundo ele, a população não aceitará que o governo federal não compre uma vacina, quando ela estiver disponível. "Há um desespero população mundial sobre a vacina. Todo mundo quer tomar a vacina o mais rápido possível. isso não pode brincar. Se o governo federal não comprar a vacina é caso de guerra"

"Sinceramente não acredito (que o governo não possa comprar). É a coisa mais grave que pode acontecer nesse país. Vamos ser claros, é a vacina do Butantan. Se essa vacina funcionar, não tenho dúvida que o governo vai comprar", argumentou.

Kalil disse ainda que lamenta que o tema tenha sido politizado. "Interessa a polarização entre os dois. Eles querem tirar o maior custo benefício desse bate-boca", argumentou. Quando questionado se a questão poderia ser judicializada, Kalil disse que pode sim chegar ao Supremo Tribunal Federal (STF). 

O prefeito também informou que a prefeitura comprou 2 milhões de seringa, e que a mateda delas já chegaram. "Pode faltar insumo", finalizou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade