Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2020

Candidatos derrotados definem apoios às candidaturas no 2º turno em Juiz de Fora

Na cidade, são nove candidatos derrotados que receberam 37,59% dos votos válidos


20/11/2020 18:38 - atualizado 20/11/2020 19:15

(foto: Marcos Alfredo )
(foto: Marcos Alfredo )
Sete dos nove candidatos derrotados no primeiro turno das eleições 2020, em Juiz de Fora, declaram situações de apoio às candidaturas para o 2º turno. No dia 29, a cidade vai escolher o próximo prefeito entre os candidatos Margarida Salomão (PT) e Wilson Rezato (PSB).
Nesta sexta-feira (20), em coletiva de imprensa no comitê eleitoral, a candidata Ione (Republicanos) - derrotada no primeiro turno - declarou neutralidade no apoio aos candidatos do 2º turno. Ione foi a terceira mais votada com 56.699 (21,83%) votos que, por pouco menos de três mil votos ficou atrás de Wilson Rezato que recebeu 59.633 votos (22,96%). 

Ione esteve em reunião com os dois candidatos pela semana, mas, segundo ela, como o projeto defendido em sua campanha no primeiro turno é diferente, e que por coerência, decidiu por não apoiar ninguém.

Marcos Ribeiro (REDE) declarou, também nesta sexta-feira, seu apoio à Margarida Salomão ressaltando a importância do vice-candidato da chapa, Kennedy Ribeiro. Conforme Marcos, por ser da mesma região onde reside e defendeu em campanha, a Zona Norte; o fato pesou também na decisão. 

Já na quarta-feira (18), Lorene Figueiredo  (PSOL) e Fernando Elioterio (PCdoB) definiram por apoiar a candidata Margarida Salomão, do PT.

Eduardo Lucas (DC) declarou por não vai apoiar nenhum candidato. Segundo ele, ambas candidaturas não têm visão conservadora de defesa da família, e nem defendem a liberdade na economia.
Aloizio Penido (PTC) afirma que segue a bandeira conservadora e de economia liberal e que, por isso, não vai apoiar nenhum candidato no 2º turno. 

Delegada Sheila (PSL) informou nesta quinta-feira (19) que também optou pela neutralidade.

Já o General Marco Felicio (PRTB) e Victoria Mello (PSTU) ainda não se posicionaram oficialmente.

Resultado do primeiro turno

No primeiro turno das Eleições,a deputada federal Margarida Salomão (PT) recebeu 102.489 (39,46%) votos. O empresário Wilson Rezato (PSB) ficou em segundo lugar com 59.633 votos (22,96%,). 

A disputa para o cargo de prefeito somou 11 candidatos, quatro a mais que em 2016 - 57% de aumento.

Perfil dos candidatos no segundo turno

Com a coligação “Juiz de Fora vale a pena”, Margarida, 70 anos, concorre pela quarta vez e tem como vice o vereador Kennedy Ribeiro (PV). Ela é professora emérita da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), com Doutorado e Pós-Doutorado pela Universidade da California, em Berkeley. Desde 2013, Margarida é deputada federal pelo PT de Minas Gerais. Foi reitora da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) entre 1998 e 2006. Em 2008, 2012 e 2016 foi candidata pelo PT à Prefeitura de Juiz de Fora, chegando em todas as ocasiões no segundo turno.

A coligação “Juiz de Fora é meu amor” tem o empresário Wilson Rezende, 69 anos, como cabeça de chapa e o vice coronel da reserva Alexandre Nocelli (DEM). Wilson é formado em engenharia civil pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e atua como empresário da construção civil. Esta é a segunda vez que ele concorre ao cargo de prefeito. 
 

Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia
Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia

Eleições 2020: como votar, datas e horários

O primeiro turno das eleições 2020 será em 15 de novembro e, caso seja necessário no seu município, o segundo turno será realizado em 29 de novembro de 2020. Nestas eleições, o horário de votação é das 7h às 17h. O horário entre 7h e 10h é preferencial para maiores de 60 anos.

Com as novas medidas diante da pandemia do coronavírus, preparamos um guia com tudo que você precisa saber para votar nas eleições 2020.

O que muda nas eleições 2020?

Muitas mudanças foram feitas pela Justiça Eleitoral para os candidatos a prefeito e vereador durante o período eleitoral de 2020. Além disso, os eleitores também terão de se adaptar às novas normas para os dias de votação, como a abertura antecipada das seções eleitorais e as regras de higiene que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  


Como justificar o voto nas eleições 2020?

Os eleitores poderão optar por justificar o voto de três formas: 
  • No dia das eleições: o eleitor que estiver fora de sua cidade pode justificar a ausência em qualquer local de votação, das 7h às 17h. O eleitor deverá ter o número do título, um documento oficial de identificação e o formulário de justificativa preenchido.

  • Depois das eleições: preenchendo o formulário de justificativa em qualquer cartório eleitoral ou posto de atendimento ao eleitor em até 60 dias após a votação.

  • A justificativa também poderá ser feita pelo celular no aplicativo e-Título.

Eleições 2020 em Belo Horizonte

Na capital mineira, 15 candidatos disputam as eleições para prefeito. Conheça quem são os candidatos e o perfil de cada na corrida rumo à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Já para vereador, Belo Horizonte conta com mais de 1,5 mil candidatos. Alguns apostaram em apelidos e codinomes bem inusitados para conseguir votos.



Para acompanhar a cobertura completa das eleições em BH, acesse nosso especial

Para saber mais sobre as Eleições 2020 em Minas Gerais, leia também a cobertura completa das eleições na Grande BH e nas regiões Centro-OesteLesteNorteSul de MinasTriângulo Mineiro e Zona da Mata.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade