Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2020

Eleições 2020: Nilmário Miranda planeja complementar Bolsa Família com moeda social, válida apenas em BH

Candidato à PBH pelo PT foi o terceiro entrevistado pelos Diários Associados


26/10/2020 20:08 - atualizado 27/10/2020 10:27

Nilmário Miranda, candidato do PT à Prefeitura de Belo Horizonte, foi o terceiro participante da série de entrevistas dos Diários Associados(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
Nilmário Miranda, candidato do PT à Prefeitura de Belo Horizonte, foi o terceiro participante da série de entrevistas dos Diários Associados (foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)

Dando sequência à série de entrevistas e sabatinas aos concorrentes à Prefeitura de Belo Horizonte nas Eleições 2020, os Diários Associados receberam nesta segunda-feira (26) o candidato Nilmário Miranda (PT).

Nilmário foi o terceiro postulante à PBH a ser entrevistado. Os programas com participação dos candidatos fazem parte do projeto de convergência da cobertura das eleições municipais no mês que vem, com a participação do Estado de Minas, da TV Alterosa e do Portal Uai

Entre os projetos citados, Nilmário afirmou que planeja implantar um programa socioeconômico emergencial para, aproximadamente, 320 mil pessoas pobres da capital. A ideia do petista é que o Município complemente valor que essas pessoas “invisibilizadas” recebem do Bolsa Família com uma “moeda social”, válida apenas dentro dos limites de Belo Horizonte.

“A renda municipal é para atingir pouco mais de 300 mil pessoas. São as do cadastro único, mais alguns que ficaram com renda zero. Quem tiver criança de zero a seis anos, acrescenta R$50. Ninguém ficará com menos de um quarto de salário mínimo em cada família. Vamos quase dobrar o Bolsa Família per capita, com moeda social. Só vale aqui em Belo Horizonte. Não vale em Santa Luzia, nem em Nova Lima. A pessoa só pode comprar aqui. Isso visa, também, recuperar as atividades econômicas locais”, projetou.
 
O candidato defende, também, o incentivo à economia criativa da capital, por meio da realização de festivais, eventos culturais e do carnaval. Além disso, ele tem a intenção de criar uma moeda social local para fomentar pequenas empresas das diversas regiões da cidade.

Apesar de ser de um partido de oposição aos que atualmente ocupam os governos estadual e federal, Nilmário afirmou que pretende manter uma relação democrática com o governador Romeu Zema (Novo) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “A oposição deve ser feita por meu partido da Assembleia e na Câmara. O prefeito deve governar para todos e manter uma relação republicana com governador e presidente”, declarou Nilmário.

Além das sabatinas com jornalistas do EM, os candidatos participam de entrevistas ao vivo no Jornal da Alterosa, que vai ao ar às 19h15. A série de programas vai até o dia 12 de novembro.
 
A ordem das entrevistas foi definida por sorteio, com participação dos representantes dos políticos. De acordo com os protocolos de segurança para evitar a disseminação do coronavírus, cada entrevistado poderá ser acompanhado de, no máximo, quatro assessores. Todos deverão usar máscaras. Apenas o candidato, no estúdio, poderá permanecer sem a proteção facial. A distância entre entrevistado e jornalistas será de três metros.
 
A série foi aberta na última quinta-feira, com a entrevista do candidato Fabiano Cazeca (PROS). Na sexta, foi a vez de Rodrigo Paiva (Novo).

O entrevistado desta terça-feira (27) será o candidato Bruno Engler (PRTB).

Eleições 2020: como votar, datas e horários

O primeiro turno das eleições 2020 será em 15 de novembro e, caso seja necessário no seu município, o segundo turno será realizado em 29 de novembro de 2020. Nestas eleições, o horário de votação é das 7h às 17h. O horário entre 7h e 10h é preferencial para maiores de 60 anos.

Com as novas medidas diante da pandemia do coronavírus, preparamos um guia com tudo que você precisa saber para votar nas eleições 2020.

O que muda nas eleições 2020?

Muitas mudanças foram feitas pela Justiça Eleitoral para os candidatos a prefeito e vereador durante o período eleitoral de 2020. Além disso, os eleitores também terão de se adaptar às novas normas para os dias de votação, como a abertura antecipada das seções eleitorais e as regras de higiene que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  


Como justificar o voto nas eleições 2020?

Os eleitores poderão optar por justificar o voto de três formas: 
  • No dia das eleições: o eleitor que estiver fora de sua cidade pode justificar a ausência em qualquer local de votação, das 7h às 17h. O eleitor deverá ter o número do título, um documento oficial de identificação e o formulário de justificativa preenchido.

  • Depois das eleições: preenchendo o formulário de justificativa em qualquer cartório eleitoral ou posto de atendimento ao eleitor em até 60 dias após a votação.

  • A justificativa também poderá ser feita no aplicativo e-Título.

Eleições 2020 em Belo Horizonte

Na capital mineira, 15 candidatos disputam as eleições para prefeito. Conheça quem são os candidatos e o perfil de cada na corrida rumo à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Já para vereador, Belo Horizonte conta com mais de 1,5 mil candidatos. Alguns apostaram em apelidos e codinomes bem inusitados para conseguir votos.



Para acompanhar a cobertura completa das eleições em BH, acesse nosso especial

Para saber mais sobre as Eleições 2020 em Minas Gerais, leia também a cobertura completa das eleições na Grande BH e nas regiões Centro-OesteLesteNorteSul de MinasTriângulo Mineiro e Zona da Mata.

Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia
Primeiro turno de votação nas eleições 2020 será em 15 novembro. Confira nosso guia

Eleições 2020: como votar, datas e horários

O primeiro turno das eleições 2020 será em 15 de novembro e, caso seja necessário no seu município, o segundo turno será realizado em 29 de novembro de 2020. Nestas eleições, o horário de votação é das 7h às 17h. O horário entre 7h e 10h é preferencial para maiores de 60 anos.

Com as novas medidas diante da pandemia do coronavírus, preparamos um guia com tudo que você precisa saber para votar nas eleições 2020.

O que muda nas eleições 2020?

Muitas mudanças foram feitas pela Justiça Eleitoral para os candidatos a prefeito e vereador durante o período eleitoral de 2020. Além disso, os eleitores também terão de se adaptar às novas normas para os dias de votação, como a abertura antecipada das seções eleitorais e as regras de higiene que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  


Como justificar o voto nas eleições 2020?

Os eleitores poderão optar por justificar o voto de três formas: 
  • No dia das eleições: o eleitor que estiver fora de sua cidade pode justificar a ausência em qualquer local de votação, das 7h às 17h. O eleitor deverá ter o número do título, um documento oficial de identificação e o formulário de justificativa preenchido.

  • Depois das eleições: preenchendo o formulário de justificativa em qualquer cartório eleitoral ou posto de atendimento ao eleitor em até 60 dias após a votação.

  • A justificativa também poderá ser feita no aplicativo e-Título.

Eleições 2020 em Belo Horizonte

Na capital mineira, 15 candidatos disputam as eleições para prefeito. Conheça quem são os candidatos e o perfil de cada na corrida rumo à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Já para vereador, Belo Horizonte conta com mais de 1,5 mil candidatos. Alguns apostaram em apelidos e codinomes bem inusitados para conseguir votos.



Para acompanhar a cobertura completa das eleições em BH, acesse nosso especial

Para saber mais sobre as Eleições 2020 em Minas Gerais, leia também a cobertura completa das eleições na Grande BH e nas regiões Centro-OesteLesteNorteSul de MinasTriângulo Mineiro e Zona da Mata.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade