Publicidade

Estado de Minas COMORBIDADES

Candidato é o 8º vereador a morrer por COVID-19 no interior de SP

Um irmão do vereador, Edvaldo Luciano Soares, que já foi vice-prefeito da cidade, também contraiu o vírus e morreu há um mês


17/10/2020 14:32 - atualizado 17/10/2020 14:46

(foto: Câmara de Guareí/Divulgação )
(foto: Câmara de Guareí/Divulgação )
O vereador José Paulo Luciano da Silva (MDB), de 68 anos, morreu nessa sexta-feira, 16, em decorrência da COVID-19, em Guareí, interior de São Paulo. O político disputaria o 7º mandato na Câmara de Vereadores nas eleições deste ano. Ele estava internado em um hospital de Sorocaba e não se recuperou. Um irmão do vereador, Edvaldo Luciano Soares, que já foi vice-prefeito da cidade, também contraiu o vírus e morreu há um mês.

De acordo com familiares, José Paulo era hipertenso e diabético. Ele deixou esposa e filhos. O corpo foi sepultado neste sábado, 17, no Cemitério Municipal de Guareí. A prefeitura decretou luto oficial por três dias. A Câmara emitiu nota de pesar e de solidariedade com os familiares. O MDB também lamentou a morte do político. A cidade de 18.887 habitantes registra 447 casos positivos e 12 óbitos confirmados pela COVID-19.

José Paulo é o oitavo vereador morto após contrair o coronavírus no interior de São Paulo desde o início da pandemia. No último dia 12, a vítima foi o vereador José Olímpio Jorge Naben, o Euripinho, do DEM de Barretos. Em 15 de setembro, o vírus matou o vereador Fernando Raimundo da Silva, o Fernando Baiano (PSDB), da Câmara de Guapiaçu.

Também morreram com a doença os vereadores Adilson Perciliano (DEM), de Tarumã; Avelino Xavier Alves, o Poneis (PSDB), de Nova Odessa; Antonio Aparecido Falchi (DEM), de Cândido Rodrigues; Valéria Andrucioli (PDT), de Pontal, e Ronaldo Beraldo (PR), de Arandu. Os três últimos estavam no exercício da presidência das respectivas Câmaras.

A COVID-19 também causou a morte de dois prefeitos paulistas que estavam no exercício da função pública. O prefeito de Borebi, Antônio Carlos Vaca (PSDB), morreu no dia 20 de junho, aos 75 anos. O prefeito de Santo Antônio de Aracanguá, Rodrigo Aparecido Santana Rodrigues (DEM), morreu no dia 26 de junho, com 35 anos. Nos dois casos, os vices assumiram as prefeituras.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade