UAI
Publicidade

Estado de Minas PRISÃO DE QUEIROZ

Conheça Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro preso em Atibaia

Policial militar reformado, Queiroz tem fortes ligações com a família Bolsonaro e é investigado pela Justiça do Rio de Janeiro por movimentações suspeitas de dinheiro


postado em 18/06/2020 10:56 / atualizado em 18/06/2020 12:55

Fabrício Queiroz trabalhou para Flávio Bolsonaro por mais de 10 anos(foto: Reprodução)
Fabrício Queiroz trabalhou para Flávio Bolsonaro por mais de 10 anos (foto: Reprodução)
O assunto desta quinta-feira em todo o Brasil é a prisão do ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz. O policial militar reformado foi capturado pela Polícia Civil de São Paulo e pelo Ministério Público em Atibaia, no interior paulista, em um imóvel do advogado de Flávio, Frederick Wassef. Mas afinal, quem é Fabrício Queiroz?

Fabrício José Carlos de Queiroz tem 54 anos, dos quais 31 deles foram dedicados à Polícia Militar do Rio de Janeiro, onde foi subtenente. Sua ligação com a família Bolsonaro teve início em 1984, quando conheceu Jair Bolsonaro, hoje, presidente. Mas Queiroz ficou conhecido no Brasil inteiro pela relação com Flávio Bolsonaro, de quem foi motorista e assessor por mais de 10 anos, quando Flávio era deputado estadual no Rio de Janeiro.

Um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou uma movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão na conta de Fabrício Queiroz, fato que chamou a atenção do Ministério Público do Rio de Janeiro. Os promotores verificaram que haviam 483 depósitos em cheques e dinheiro vivo na conta do assessor, que foi exonerado do cargo em 2018. Nasceu, então, a suspeita da prática de “rachadinha”, que é quando os servidores lotados no gabinete devolvem parte dos salários.

Em entrevista ao SBT no fim de 2018, Fabrício Queiroz disse que a movimentação se devia ao fato de ele ser revendedor de carros usados. No entanto, uma das transações suspeitas envolvem um cheque no valor de R$ 24 mil na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro.

A proximidade de Fabrício Queiroz com a família Bolsonaro também pode ser comprovada por meio de fotos. Em uma delas, Queiroz aparece ao lado de Jair e Eduardo Bolsonaro - filho do presidente e deputado federal - sem camisa, aparentemente em um churrasco de confraternização.

A esposa de Fabrício Queiroz, Márcia Oliveira de Aguiar - que também é alvo da operação desta quinta - e duas filhas, do total de quatro, já trabalharam no gabinete de Flávio Bolsonaro. Márcia executou funções entre 2007 e 2017, enquanto Nathália Melo de Queiroz, uma das filhas de Fabrício, ficou de 2011 a 2016, indo, em seguida, trabalhar no gabinete do então deputado federal Jair Bolsonaro, até outubro de 2018. Evelyn Melo de Queiroz substituiu a irmã no gabinete de Flávio.

Paralelamente ao escândalo envolvendo seu nome, Fabrício Queiroz trata de um câncer no intestino. O tumor, que havia sido retirado após um procedimento feito no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, voltou a se manifestar em nódulos no fim do ano passado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade