Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Bolsonaro responsabiliza governadores e prefeitos por paralisação da economia

Presidente destacou que essas medidas regionais estão impedindo que os mais pobres possam se manter


postado em 08/04/2020 21:44 / atualizado em 08/04/2020 21:54

Presidente destacou que essas medidas regionais estão impedindo que os mais pobres possam se manter(foto: Carolina Antunes/PR)
Presidente destacou que essas medidas regionais estão impedindo que os mais pobres possam se manter (foto: Carolina Antunes/PR)
Em pronunciamento feito nesta quarta-feira à noite, o presidente Jair Bolsonaro responsabilizou governadores e prefeitos pela estagnação da economia brasileira nesse período em que o país tenta combater a pandemia de coronavírus. Crítico das políticas de isolamento social propostas por chefes do Poder Executivo em estados e municípios, Bolsonaro disse que o governo federal não foi ouvido sobre essas medidas.

“Respeito a autonomia dos governadores e prefeitos. Muitas medidas de forma restritiva ou não são de responsabilidade exclusiva dos mesmos. O governo federal não foi consultado sobre sua amplitude ou duração”, disse o presidente.

Em seguida, ele destacou que essas medidas regionais estão impedindo que os mais pobres possam se manter.  “Os mais humildes não podem deixar de se locomover para buscar o seu pão de cada dia. As consequências do tratamento não podem ser mais danosas do que a própria doença. O desemprego também leva à pobreza, à fome e à miséria. Enfim, à própria morte. Com esse espírito, instruí meus ministros”.

Já na parte final do seu discurso, o presidente afirmou que a maioria dos brasileiros quer o fim do confinamento. “Tenho certeza de que a grande maioria dos brasileiros quer voltar a trabalhar”.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade