Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Delta desiste de patrocinar evento que irá homenagear Bolsonaro

Entrega do prêmio 'Pessoa do ano' está marcada para 14 de maio, em Nova York. Museu Americano de História Natural foi primeira instituição a rejeitar apoio


postado em 01/05/2019 09:09 / atualizado em 01/05/2019 10:02

(foto: Flickr)
(foto: Flickr)

A companhia aérea Delta anunciou nesta terça-feira, 30, que não irá mais patrocinar o evento da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, no qual o presidente Jair Bolsonaro (PSL) será homenageado e receberá o prêmio "Pessoa do ano". A empresa não comentou a decisão.

De acordo com a CNN, a consultoria Bain & Company também desistiu de apoiar o evento. "Encorajar e celebrar a diversidade é um valor central para a Bain", escreveu a consultoria em nota.

A premiação está marcada para o dia 14 de maio, em Manhattan, Nova York. Em abril, o Museu Americano de História Natural da cidade anunciou, após sofrer críticas de opositores de Bolsonaro, que não iria mais sediar o evento.

"Com respeito mútuo pelo trabalho e pelos objetivos de nossas organizações individuais, concordamos que o museu não é o local ideal para o jantar de gala da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. Este evento tradicional irá acontecer em outro local, na data e hora originais", anunciou o museu pela conta no Twitter.

O museu também usou a rede social para ressaltar que Bolsonaro não foi convidado pela instituição para receber o prêmio, mas sim convidado como "parte de um evento externo".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade