Publicidade

Estado de Minas

Zema reúne governadores em BH para discutir pauta nacional

Encontro com políticos de estados do Sudeste e Sul está marcado para este sábado (16). Na pauta, reforma da previdência e endividamento público


postado em 14/03/2019 15:24 / atualizado em 15/03/2019 16:39

Romeu Zema quer discutir com os governadores do Sul e Sudeste assuntos de interesse dos estados(foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)
Romeu Zema quer discutir com os governadores do Sul e Sudeste assuntos de interesse dos estados (foto: Gil Leonardi/Imprensa MG)

Governadores de estados do Sudeste e Sul estarão em Belo Horizonte, neste sábado (16), para reunião com o governador Romeu Zema (Novo). O encontro foi articulado pelo mineiro, que quer discutir com os colegas os principais temas nacionais e que interessam aos estados.

A agenda de discussões inclui o ressarcimento de perdas pelas Lei Kandir, endividamento das contas públicas, reforma da previdência e a votação, no Supremo Tribunal Federal (STF), da ação que questiona a constitucionalidade de artigo da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) que permite a exoneração de servidores concursados em caso de necessidade de reduzir a folha de pagamentos.

Já está confirmada a presença dos governadores do Espírito Santo, Renato Casagrande; do Rio de Janeiro, Wilson Witzel; do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite; de Santa Catarina, Carlos Moisés, e de São Paulo, João Dória.

O encontro será fechado à imprensa. Às 14h haverá um pronunciamento no Hall do Palácio Tirandentes, sede do governo mineiro. 

"A iniciativa do governador de Minas de reunir os estados mais atingidos pela crise financeira, sobretudo aqueles que enfrentam um desequilíbrio na Previdência, é mais uma oportunidade para compartilhar ideias e decisões sobre os projetos de âmbitos estaduais e nacionais - tendo em vista que, mensalmente, os chefes do Executivo participam do Fórum de Governadores", afirma nota do governo. 

Havia uma expectativa que os políticos visitassem uma sede da APAC na Região Metropolitana. A Assessoria de Imprensa do governo, no entanto, não confirmou a informação. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade