Publicidade

Estado de Minas

Governo Zema terá ex-dirigente do Brics no BDMG

Em nota, assessoria do governo afirmou que escolha de Sérgio Gusmão Suchodolski para o cargo se deu por 'critérios estritamente técnicos'


postado em 28/02/2019 16:53 / atualizado em 28/02/2019 17:56

(foto: Governo de Minas/Divulgação)
(foto: Governo de Minas/Divulgação)

O governo estadual divulgou nota nesta quinta-feira anunciando a nomeação de Sérgio Gusmão Suchodolski para o cargo de diretor-presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). De acordo com a nota, a escolha se deu por “avaliação de currículos e processo de seleção, ou seja, critérios estritamente técnicos”. 


Bacharel em direito pela USP, ele possui mestrado em Direito pela Harvard Law School, nos Estados Unidos; mestrado nas áreas de Comércio Internacional, Economia e Ciências Políticas pelo Instituto de Estudos Políticos de Paris, na França.

 

Para que Sérgio Suchodolski ocupe o cargo, no entanto, é necessário que a indicação seja homologada pelo Banco Central, processo cujo trâmite varia de 30 a 60 dias.

Sérgio Gusmão Suchodolski foi diretor de estratégia do Novo Banco de Desenvolvimento de Xangai, na China, o chamado o “banco do Brics” – grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul para o resgate e investimento de países do bloco, além de ser uma alternativa ao FMI e ao Banco Mundial para países que necessitam da créditos.

O currículo de Suchodolski inclui ainda cargos de direção em um grupo de investimentos dos Estados Unidos; no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e na Assessoria Internacional da Presidência da República.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade