Estado de Minas

'O cretino que vai entrar lá vai olhar o saneamento? É isso que me interessa', afirma Kalil, sobre disputa presidencial

Prefeito de Belo Horizonte ficará distante da corrida pelo Palácio do Planalto, ao contrário do que fez no primeiro turno, quando se licenciou do cargo para fazer campanha para Ciro Gomes (PDT)


postado em 18/10/2018 14:12 / atualizado em 18/10/2018 14:27

Kalil afirmou que o eleito 'tem que saber em quem votar e quem vai cuidar dele'(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
Kalil afirmou que o eleito 'tem que saber em quem votar e quem vai cuidar dele' (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)

Depois de ficar afastado da Prefeitura de Belo Horizonte para dedicar-se à campanha de Ciro Gomes (PDT) na disputa pela Presidência da República, o prefeito Alexandre Kalil (PHS) vai ficar distante da corrida ao Palácio do Planalto neste segundo turno. Nesta quinta-feira, o político não quis revelar nem mesmo em quem votará no próximo dia 28: o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) ou o ex-ministro da Educação Fernando Haddad (PT).

“Não me interessa quem vai entrar lá. O que me interessa é se quem vai entrar lá tem coração e vai olhar para quem tá precisando da gente. Eu não preciso, eu tenho plano de saúde e moro em Lourdes, no nono andar. Eu não sou afetado pela inundação. Então meu voto não interessa. Mas esse povo que está lá é que tem que saber em quem votar e quem vai cuidar deles”, afirmou Kalil, durante solenidade de sanção de lei que traz o plano de carreira dos agentes de saúde do município.

Na avaliação de Alexandre Kalil, o Brasil é um país em “crise, quebrado e falido” e que esquece dos problemas sociais diante da discussão sobre “política, fuzil, fora Temer e Dilma 'tichau querida'”.

“O povo está aí se arrebentando e ninguém fala nisso porque não interessa”, lamentou o prefeito.

Segundo ele, a pauta de discussões e notícias no país tem que incluir temas como a situação dos postos de saúde, remédios e questões sociais.

“No dia que a necessidade do povo voltar a virar notícia sem demagogia e sem sacanagem, nós vamos resolver os problemas”.

Questionado sobre quem levará seu voto neste segundo turno, Kalil foi enfático. “O que interessa em quem eu vou votar? O cretino que vai entrar lá vai olhar o saneamento? É isso que me interessa. Aí me falam, você xinga, você fala, você é desbocado”.


Publicidade