Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

No segundo turno, Ciro antecipa ser opositor de Bolsonaro: 'Ele não'; Marina Silva faz suspense

Nenhum dos dois declarou abertamente estar a favor de Haddad


postado em 07/10/2018 22:28 / atualizado em 07/10/2018 22:45

Ciro Gomes acompanhou o resultado na Assembleia Legislativa do Ceará, seu estado(foto: Heloisa Cristaldo/Agencia Brasil )
Ciro Gomes acompanhou o resultado na Assembleia Legislativa do Ceará, seu estado (foto: Heloisa Cristaldo/Agencia Brasil )
 Apesar de não ter anunciado apoio oficialmente à campanha de Fernando Haddad (PT), Ciro Gomes (PDT), que terminou em terceiro lugar na disputa pela Presidência da República, antecipou que estará contra Jair Bolsonaro (PSL). 

”Eu costumo decidir as coisas assim, mas é que agora eu represento um conjunto muito grande de forças. O meu espírito é de continuar a fazer o que eu fiz a minha vida inteira, que é lutar pela democracia e contra o fascimo. Ele não sem dúvida”, decretou Ciro ao se referir à campanha “Ele Não”, ocorrida em 29 de setembro em diversas cidades do país contra Bolsonaro.

Ciro acompanhou o resultado na Assembleia Legislativa do Ceará, seu estado, e disse que iria para o bar “tomar uma para espalhar o sangue”.

Por sua vez, a candidata à Presidência da República Marina Silva (Rede), que terminou em oitavo lugar na corrida ao Palácio do Planalto, afirmou que, independentemente do resultado das eleições, seu partido será oposição. Ela não anunciou apoio a Jair Bolsonaro (PSL) ou a Fernando Haddad (PT) no segundo turno.

“Estaremos na oposição de quebrar o ciclo vicioso que levou o Brasil para essa situação. Ainda vamos discutir (apoio). Não temos nenhuma identificação com nenhum projeto autoritário, pelo menos da minha parte. Mas também é preciso que se reconheça que a democracia é prejudicada tanto pelas ideias autoritárias quanto pelo uso da corrupção que destorce a vontade soberana dos eleitores”, afirmou Marina.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade