Publicidade

Estado de Minas

Deputados vaiam Lorenzoni e articulam troca de relator no pacote anticorrupção

Parlamentares reclamam que o relator levou a votação um texto diferente do que foi combinado com lideranças partidárias e tentam incluir no pacote uma 'anistia' para o caixa dois.


postado em 25/11/2016 07:40 / atualizado em 25/11/2016 07:52

(foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados)
(foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados)
O relator do pacote anticorrupção, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), foi vaiado pelos deputados quando pediu "respeito" ao relatório aprovado pela comissão especial. Em seu discurso, ele fez um apelo para que a matéria fosse votada somente na próxima semana para que os parlamentares pudessem estudar melhor o texto.

Descontentes com o texto aprovado, líderes da Câmara articulam até mesmo a possibilidade de derrubar o texto no plenário. Eles reclamam que Onyx levou à votação um texto diferente do que o acordado com as bancadas.

O pano de fundo, porém, é a tentativa de aprovar medidas que beneficiem a classe política, como a anistia à prática do caixa 2. Os deputados também querem incluir no texto a punição por crime de responsabilidade a magistrados e integrantes do Ministério Público Federal.

Em seu discurso, Onyx disse que era preciso dar tempo para que cada deputado pudesse conhecer a fundo o projeto e tirasse suas próprias conclusões para a hora da votação. "Por favor, racionalidade, por favor, patriotismo, por favor, amor pelo Brasil", disse o relator, que foi vaiado em seguida.

O relator lembrou que o projeto foi aprovado por unanimidade na comissão e que aprová-lo no plenário seria "respeitar a vontade popular". "Não podemos dar curso à insanidade, não podemos dar curso ao oportunismo barato, vamos dar curso à dignidade", disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade