Publicidade

Estado de Minas

Após desistir de Brant, PSB de Lacerda confirma apoio a Délio na disputa pela PBH

A adesão à candidatura do vice-prefeito foi acertada com os tucanos na noite de ontem e foi oficializada em nota, neste sábado


postado em 06/08/2016 10:02 / atualizado em 08/08/2016 11:21

Depois de desentendimentos, Lacerda e Délio estarão juntos novamente na eleição(foto: Sidney Lopes EM / D.A. Press )
Depois de desentendimentos, Lacerda e Délio estarão juntos novamente na eleição (foto: Sidney Lopes EM / D.A. Press )

Depois de desistir da candidatura do engenheiro Paulo Brant à sua sucessão, o prefeito Marcio Lacerda (PSB) vai apoiar o nome do atual vice-prefeito Délio Malheiros (PSD) na eleição para a Prefeitura. Os socialistas vão oferecer o vice na chapa. O acordo, fechado na noite de sexta-feira com os tucanos, foi que o PSB inicialmente fique com Délio para, no segundo turno, estar junto com o PSDB, que tem como candidato o deputado estadual João Leite.

A reviravolta ocorreu no último dia das convenções partidárias. Em conversa com o senador Antonio Anastasia (PSDB), Lacerda decidiu retirar a candidatura de Paulo Brant. Segundo uma fonte tucana, o prefeito chegou a sugerir a possibilidade de dar um vice a João Leite, mas depois entendeu que seria melhor apoiar Délio nesse primeiro momento.

Lacerda se reuniu nesta manhã com a direção do PSB para acertar os últimos detalhes da parceria. O anúncio oficial foi feito por meio de nota, na tarde deste sábado. "O Partido Socialista Brasileiro comunica que, após reuniões entre as comissões executivas dos partidos realizadas nesta sexta-feira, apoiará a seguinte chapa para a eleição majoritária em Belo Horizonte: para Prefeito Délio Malheiros (PSD) e para Vice-Prefeito Josué Valadão (PSB)", comunica o texto.

A nota esclarece ainda que a opção foi feita "devido ao entendimento que a chapa formada por Délio Malheirose Josué Valadão representa a proposta prioritária da campanha, que é dar continuidade às políticas públicas de sucesso da gestão e prosseguir com inovações que vão melhorar ainda mais a cidade e a qualidade de vida das pessoas".

À reportagem do EM, Délio disse estar de sobreaviso, aguardando uma decisão. “De nossa parte, a ata está aberta. Não conversei com o prefeito, mas não faz sentido não aceitar o apoio se vier. Essa sempre foi a tese, sou da administração deles, como um vice não aceita apoio do prefeito? Não faz sentido”, disse. Na semana passada, quando o PSB pressionava para retirar sua candidatura a favor de Brant, Délio chegou a ameaçar renunciar ao cargo de vice-prefeito caso o PSD desistisse dele em troca de cargos na prefeitura. Neste sábado disse que se o PSB vier estará de braços abertos.

Sem apoio

A reviravolta ocorreu porque o partido de Lacerda não conseguiu apoio suficiente para seguir com seu nome na disputa. O PSDB fechou coligação com PPS, PP, DEM e PRB, todos da base do socialista, e com o PRTB. Juntas, as legendas deram a João Leite o maior tempo de TV na campanha.

Nos bastidores, Lacerda trabalhou até os últimos dias das convenções para retirar a candidatura do vice Délio Malheiros e ter o PSD com ele, mas a direção nacional do partido manteve a chapa na disputa. O partido do prefeito também tentou atrair o PPS, com o apoio da ex-vereadora Luzia Ferreira, mas o grupo do vereador Ronaldo Gontijo venceu no voto e ele será o vice de João Leite.

Ainda na véspera do fechamento das convenções, Lacerda se reuniu com o candidato do PMDB, deputado federal Rodrigo Pacheco, tentando fechar um acordo. O socialista teria oferecido Paulo Brant como vice na chapa, mas os peemedebistas barraram a aliança.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade